Jornada de pesquisas debate dificuldades no desenvolvimento das investigações

logohorizontal206

Está aberto até o dia 09 de agosto o período de submissão de resumos expandidos sobre problemas e impasses enfrentados pelos pesquisadores durante o desenvolvimento de suas investigações para a III Jornada de Pesquisas sobre Tecnologias Comunicacionais Contemporâneas, que acontecerá nos dias 31/08, 01 e 02/09 de 2015, em Porto Alegre, na Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Fabico – UFRGS), sede do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação (PPGCom).

O evento traz uma proposta inovadora, que consiste no debate das dificuldades encontradas no processo de desenvolvimento das pesquisas, uma espécie de “apresentação de problemas” (call for problems) ao invés de “apresentação de artigos” (call for papers).

A participação é aberta a pesquisadores em diferentes estágios de suas carreiras: na categoria A, professores de pós-graduação e graduação com doutorado completo e experiência de pesquisa; na categoria B, estudantes de pós-graduação (mestrandos, mestres, doutorandos) e, na categoria C, os estudantes de graduação que desejem tratar das dificuldades encontradas no desenvolvimento de seus TCCs ou pesquisas de Iniciação Científica.

A seleção será realizada por parecer anônimo, que avaliará a qualidade das submissões e sua adequação à proposta e temática do evento, ou seja, à ideia de discutir os percursos de pesquisa, em especial suas dificuldades, e não os resultados encontrados. Destaca-se que não serão aceitas propostas de apresentação de resultados parciais ou finais  ou ensaios, pois não é essa a proposta do evento.

3ª Jornada

As Jornadas de Pesquisas sobre Tecnologias Comunicacionais Contemporâneas são uma iniciativa do Laboratório de Artefatos Digitais (LAD) da UFRGS e do Laboratório de Pesquisa em Tecnologias de Comunicação, Cultura e Subjetividade (LETS) da UERJ.

A palestra de abertura será realizada pelo Prof. Dr. Charles M. Ess, da University of Oslo. Charles Ess é autor, entre outros, do livro Digital Media Ethics e coordenador do Grupo de Trabalho responsável pela criação das Ethic Guidelines para pesquisa online da Association of Internet Researchers (AoIR), da qual foi também presidente.

O período para submissão de trabalhos (resumos expandidos) vai até 25 de julho de 2015. As instruções e demais informações encontram-se no site http://www.ufrgs.br/3ajornada

Chamada de trabalhos para Revista da ALAIC

pageHeaderTitleImage_pt_BR

Convidamos os pesquisadores da área de Comunicação a enviarem trabalhos para compormos as próximas edições, de 2015, da Revista da Associación Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación (ALAIC). A partir de junho de 2015, este periódico, após reestruturação de suas diretrizes, receberá submissões de textos em fluxo contínuo nas línguas portuguesa, espanhola e inglesa. A revista apenas publica textos de autoria individual escritos por doutores. No caso de autoria coletiva, ao menos um dos coautores deve ser doutor.

A submissão do trabalho deve ser feita após o cadastro do autor no sistema eletrônico da revista: http://www.alaic.net/revistaalaic/index.php/alaic/login . Mais informações sobre o foco e escopo da revista, bem como as políticas de seção e as diretrizes para os autores, podem ser consultadas no seguinte endereço: http://www.alaic.net/revistaalaic/index.php/alaic/about

Trabalhos submetidos até 25 de julho de 2015: seleção para a revista número 22 (jan.-jul. 2015)

Trabalhos submetidos até 25 de setembro de 2015: seleção para revista número 23 (ago.-dez. 2015)

Chamada para artigos sobre “Comunicación e Integración desde el Sur”

chasqui

Revista Latinoamericana de Comunicación Chasqui convida a todos os investigadores comprometidos com a Comunicação e as Ciências Sociais a apresentar o resultado de seus trabalhos para o dossiê “Comunicação e Integração desde o Sul”. A data-limite de recepção é o dia 03 de agosto.

Esta edição da Chasqui (Qualis A2 CSA1) terá a coordenação de Carlos Del Valle Rojas, professor em Comunicação da Universidad de La Frontera, Temuco, Chile. Para submeter, deverá carregar os artigos através do site da Chasqui: http://www.revistachasqui.org/index.php/chasqui/about/submissions#onlineSubmissions.

Ementa

O número 129 da Chasqui propõe em sua seção Monográfico organizar um debate em torno à comunicação como um eixo central na integração dos povos de América Latina. A proposta está vinculada a uma aposta acadêmica específica do Centro Internacional de Estudios Superiores de Comunicación (CIESPAL) através do seu 1º Encuentro Internacional “Comunicación e Integración Latinoamericana desde y para el SUR”, em homenagem ao décimo aniversário da Telesur, que se realizará durante os dias 22 e 23 de julho de 2015.

As alianças que atualmente estão efetuando alguns setores políticos, movimentos sociais e indígenas na América Latina dão conta de um forte sentido de integração regional, sendo a comunicação, em suas diferentes formas e níveis, um fator determinante em dito processo. Entretanto, enfrentam-se num cenário que opta pela fragmentação como dispositivo de controle das populações. Através deste número tenta-se propor uma agenda de discussão que permita estabelecer propostas em torno de uma nova ordem comunicacional.

Eixos temáticos:

  • Integração e Comunicação desde o Sul. Alianças e fragmentos no campo midiático;
  • Comunicação e informação como Direito Humano. Marcos regulatórios e garantias;
  • Formação de jornalistas com visão do Sul;
  • Participação social nos processos informativos. Meios alternativos. Comunicação comunitária;
  • Políticas públicas de informação e comunicação. Rol dos meios públicos na América Latina e conformação das agendas midiáticas.

RBHM lança chamada para dossiê “Império Português e Comunicações”

rbhm

A Revista Brasileira de História da Mídia está recebendo, até 1º de outubro, contribuições para o dossiê temático “Império Português e Comunicações“. A relação entre as comunicações, os media das antigas colônias e o império português é o tema principal do dossiê.

O volume tem uma base interdisciplinar, acolhendo estudos de comunicação, história, literatura, entre outros domínios dos estudos humanísticos e das ciências sociais, que contribuam para a melhor compreensão das relações entre as comunicações e a política imperial de Portugal desde o século XVIII até finais da década de 1970.

A partir de uma perspectiva alargada de comunicação, que pode abranger as estruturas físicas de transporte e todas as formas de comunicação simbólica (correio, imprensa, mass media, literatura, arquitetura, iconografia, etc.), encoraja-se a apresentação de estudos que esclareçam as articulações e tensões entre os mais diversos media e o estabelecimento e manutenção de um império português no Brasil, em Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Guiné-Bissau, India (Goa, Damão e Diu), Timor-Leste e Macau.

Procuram-se pesquisas que privilegiem uma multiplicidade de perspectivas da metrópole e das colônias e que enfatizem as interações entre comunicação, política, economia, sociedade e identidades culturais e nacionais. Aceitam-se contribuições em tópicos como: Conjugações e conexões entre transportes e comunicação na dinâmica imperial; Relação entre missões exploratórias, cartografia, infraestruturas de comunicação e estabelecimento de um Império; Media e comemoracionismo; Imprensa, propaganda, opinião pública e domínio imperial; Imperialismo e cultura popular; Meios de comunicação nas colônias (imprensa, rádio, literatura), resistência e constituição de identidades nacionais.

A edição 9 da RBHM, referente à jan-jun/2016,  tem como editores-associados os pesquisadores Filipa Subtil (Escola Superior de Comunicação Social, Instituto Politécnico de Lisboa), Alexandra Santos (Universidade Europeia), Chandrika Kaul (Universidade de St. Andrews) e José Luís Garcia (Instituto Ciências Sociais, Universidade de Lisboa).

Lembra-se que artigos gerais ligados à história da mídia, resenhas e entrevistas são recebidos em fluxo contínuo.

RBHM

A Revista Brasileira de História da Mídia é uma publicação em formato eletrônico com periodicidade semestral da Rede Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia. Lançada em 2011, tem como objetivo principal divulgar pesquisas que enfoquem a relação mídia e história de forma a incentivar a pesquisa nesta área do conhecimento. Publica a produção acadêmica de pesquisadores da área da comunicação, da história e outras visando também aprimorar as discussões em torno de questões históricas dos meios de comunicação em geral.

Para mais informações: http://www.unicentro.br/rbhm/diretrizes.asp.

Chamada para livro da Compós

compos

Tendo como tema “Reinvenção Comunicacional da Política: modos de habitar e desabitar o Século XXI”, a Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (Compós) está com chamada aberta até o dia 20 de outubro para o Livro Compós 2016. Aceita-se artigos de doutores e doutorandos.

Ementa

Acompanhamos, recentemente, a emergência de movimentos políticos coletivos em seus diversos modos de articulação, a exemplo da Primavera Árabe, das Jornadas de junho de 2013, dos movimentos Não vai ter CopaFora DilmaOcupa Estelita(Recife), Marcha das Vadias e Praia da Estação (Belo Horizonte), entre outros que parecem corroborar para o fim dos conceitos tradicionais das relações entre política e comunicação. Vistos de forma geral, estes movimentos ou manifestações agenciam linhas que fazem confluir mudanças, reações aos modelos mais ortodoxos de ações políticas e reivindicações contra alguns avanços dos grupos minoritários que, frequentemente, são excluídos e afastados da cena política. Se em um primeiro momento essas manifestações pareciam apontar para a importância das redes sociais digitais, com suas reterritorializações das cidades, hoje indicam um fenômeno híbrido, dado entre territorialidades físicas e digitais. Nesse sentido, a proposta do livro Compós 2016 tem como eixo discutir até que ponto os modelos clássicos de pensamentos sobre Comunicação & Política têm sido tensionados, deslocados e transpassados a partir de novos modos de configuração do político. Assim, buscar-se-á pensar esses atravessamentos por meio de três dimensões:

1- dos dissensos, consensos nos modos de repensar poder, potencia, a ideia de sujeito, embates de gêneros, suas  narrativas e as interações nas dinâmicas políticas;

2- o ciberativismo e os sentidos da pólis nas redes sociais digitais;

3- a questão da atualização da retórica dos discursos políticos demarcada pelo uso exacerbado das emoções, do afeto, da ironia e do escracho como estratégia de comunicação política e que se fazem apresentar como traços dos espetáculos midiáticos sobre os acontecimentos políticos contemporâneos.

Os elementos  apresentados tentam delinear formas de habitar e desabitar essa experiência constituinte do humano, denominada política em suas manifestações midiatizadas.

Elegibilidade dos textos

Os textos serão avaliados segundo a relevância, a originalidade, a contribuição para o avanço do conhecimento e a clara vinculação com o tema proposto.  Serão aceitos para seleção trabalhos elaborados por pesquisadores doutores e doutorandos, vinculados aos Programas de Pós-Graduação em Comunicação, dentro do prazo e segundo as especificações abaixo indicadas.

Observação: Não é requisito que o trabalho tenha sido apresentado no Encontro Anual da Compós.

Prazo final para envio dos textos e cronograma de trabalho da equipe organizadora

Data limite para envio dos textos – 20/10/2015

Avaliação dos textos recebidos – 21/10 a 11/12/2015

Divulgação dos textos escolhidos e notificação aos autores selecionados e não selecionados – 18/12/2015

Encaminhamento do material para o processo de  editoração do livro – 20/01/2016

Normas de Formatação

As versões  doc, docx ou rft dos textos  deve estar configuradas da seguinte  maneira:

O original deve possuir título em corpo 12, negrito, tipo Times New Roman.

Texto justificado em letra tipo Times New Roman,  corpo 12, entrelinha 1,5, sem endentação/recuo de primeira linha.

Utilizar itálico somente para destaque em palavras no corpo do texto ou palavras em língua estrangeira.

O tamanho máximo  de cada trabalho  deve ser de 17 páginas, na formatação indicada.

Citações deve ser realizadas no estilo APA – autor/data ou autor/data/página. Ver https://www.library.cornell.edu/research/citation/apa  e citações com mais de 40 palavras devem ser destacadas do corpo do texto corpo 11, tipo Times New Roman.

No caso de citações  de trabalhos em língua diferente da usada no texto, preferencialmente traduza a citação, inserindo o texto original  em nota de rodapé.

O trabalho não precisa incluir resumo nem abstract, mas sim:

1)  Título Corpo 12 negrito, Times New Roman; Nome do autor e 3)   uma minibiografia  ao final do texto,  que deve  possuir entre 75 e 100 palavras.

As figuras e imagens, quando utilizadas, devem estar em P&B e  com resolução em 600 dpi.

Endereço para envio dos trabalhos

A submissão de textos deve ser feita pelo site da Compós (www.compos.org.br) em link a ser disponibilizado.

Revista Comunicação & Educação recebe artigos em fluxo contínuo

educomunicação

A Revista Comunicação & Educação está aberta, em fluxo contínuo, para o envio de artigos, ensaios, experiências e resenhas para as próximas edições. A revista, editada pelo Departamento de Comunicações e Artes (CCA/ECA) da Universidade de São Paulo, é uma publicação semestral, Qualis B2, voltada para as inter-relações Comunicação/Cultura/Educação. Além disso, é um dos principais veículos de estudo e pesquisa no campo da Educomunicação.

A Revista não é temática, a pauta é feita de acordo com o tema das colaborações recebidas e pertinentes à área de atuação da revista.

São aceitos artigos originais e inéditos de doutores. Também são aceitos artigos de doutorandos, mestrandos e mestres desde que em coautoria com um doutor.

Os textos apresentados em Congressos, Simpósios e Seminários são aceitos, com a condição de estarem estruturados em forma de artigos, serem inéditos e estarem de acordo com as normas de publicação.

A avaliação e aceitação são feitas com base na originalidade, significância e contribuição científica. Os trabalhos são examinados através do sistema blind review, em que os autores não são identificados pelos pareceristas em nenhuma fase da apreciação.

A submissão deve ser feita exclusivamente por meio do endereço eletrônico http://revistas.usp.br/comueduc/index

As diretrizes para autores e condições para submissão encontram-se em: http://revistas.usp.br/comueduc/about/submissions#onlineSubmissions

I Congresso Internacional de Cultura: Culturas em Movimento

topo_pt

Está com chamada de artigos aberta até 30 de junho, o 1º Congresso Internacional de Cultura, fruto de uma colaboração entre a Universidade da Beira Interior (UBI), através da Faculdade de Letras e do seu Curso de Ciências da Cultura, e a Universidade Federal da Bahia. A primeira edição do Congresso será realizada entre os dias 27 a 29 de outubro de 2015, na UBI, em Covilhã-Portugal.

SUBMISSÃO DE PROPOSTAS

Resumo: Até 1500 caracteres; 4 a 6 palavras-chave; enviado até o dia 30 de junho. A notificação de aprovação será informada até o dia 15 de julho.

Texto Completo: Até 20 mil caracteres, espaços incluídos, com margem de três centímetros e em Arial tamanho 12, a ser enviado até o dia 30 de setembro.

Tanto os resumos como os textos completos deverão ser submetidos através do e-mail culturasemmovimento@labcom.ubi.pt

Os trabalhos devem estar incluídos em alguma das seguintes áreas temáticas: Cultura e Desenvolvimento; Cultura, Tecnologia e Sociedade; Cultura, Diversidade e Identidades; Gestão e Políticas Culturais; Cultura e Discursos Mediáticos; Cultura e Expressões Artísticas; Cultura e Indústrias Criativas; e Cultura, Gênero e Sexualidade.

EVENTO

Como o indica, desde logo, o nome escolhido para este I Congresso Internacional de Cultura: Culturas em Movimento, ele pretende tratar a cultura como um fenômeno simultaneamente singular – a Cultura – e plural – as Culturas.

No entanto, mesmo que a globalização nos apareça, hoje, como uma espécie de fatalidade histórica, não é fatalidade histórica a hegemonia de uma cultura sobre outras. A cultura foi sempre um espaço aberto a lutas, a trocas, a negociações – e não antevemos razões para que não continue a sê-lo.

Não admira, assim, que a cultura se tenha tornado um tema e um problema central do nosso tempo. Essa centralidade revela-se, também, nas áreas temáticas deste Congresso, que incluem o desenvolvimento, a tecnologia, as políticas culturais, os media, a arte, as indústrias criativas ou o gênero e a sexualidade. Cada uma dessas áreas propiciará, certamente, um bom espaço para discutir tendências como a hegemonia e a contra hegemonia, a mudança e a conservação, o intercâmbio e o isolamento, o conflito e o diálogo.

Mais informações: http://www.culturasemmovimento.ubi.pt/

Bolsas para doutorado em Comunicação em Portugal

ubi

No ano letivo de 2015/16, a Faculdade de Artes e Letras (FAL) da Universidade da Beira Interior (UBI), de Covilhã-Portugal, irá financiar três bolsas de investigação e doutoramento, no âmbito da candidatura ao 3º ciclo de estudos em Ciências da Comunicação apresentada por estudantes que venham a enquadrar os seus trabalhos de investigação doutoral nas atividades da Unidade de Investigação LABCOM.IFP (Laboratory of Online Communication).

As bolsas de investigação pretendem proporcionar, a alunos de Doutoramento de reconhecido mérito, um apoio ao desenvolvimento dos seus trabalhos de investigação em Ciências da Comunicação no LABCOM.IFP, unidade de I&D integrada na Faculdade de Artes e Letras e reconhecida pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), bem como incentivar a preparação de candidaturas a Bolsas de Doutoramento da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

As bolsas terão o valor anual de 3000 (três mil) euros cada e destinam-se a alunos de Doutoramento matriculados no 1º ano do Curso de 3º ciclo em Ciências da Comunicação da Universidade da Beira Interior. Os candidatos aos quais forem concedidas as bolsas serão financiados por um período de dez meses, com início em 1 de outubro de 2015 e término em 31 de Julho de 2016, podendo a bolsa ser em prestações mensais ou, excecionalmente, noutra modalidade a definir conforme os casos.

Poderão candidatar-se às Bolsas de Investigação FAL-LABCOM 2015/16 os titulares de um mestrado na área científica das Ciências da Comunicação que se candidataram ao Curso de 3º Ciclo de Ciências da Comunicação da Faculdade de Artes e Letras da Universidade da Beira Interior e tenham sido colocados pela Comissão do Curso. É ainda condição de elegibilidade a disposição dos candidatos para desenvolver a sua investigação doutoral no âmbito das linhas de investigação do LABCOM.IFP: Ética e Política; Informação, Media e Sociedade; e Cultura e Novas Humanidades, tendo sempre como orientadora a matriz disciplinar das Ciências da Comunicação.

Critérios de seleção

Aplicar-se-ão os critérios de seleção e seriação dos candidatos ao Curso de Doutoramento em Ciências da Comunicação da UBI, que constam do respetivo Regulamento, acrescidos dos dois critérios seguintes:

• Média de curso obtida no 1º ciclo de estudos não inferior a 14. (Em caso de diplomas não portugueses proceder-se-á a um cálculo de equivalência);

• Motivação e capacidades de trabalho em equipa de investigação, a averiguar através de carta de intenções e de entrevista. (No caso de candidatos com residência fora de Portugal a entrevista poderá ser feita por teleconferência).

Propostas de candidatura

As propostas de candidatura deverão incluir:

• Carta a formalizar a candidatura às bolsas de investigação/doutoramento FAL-LABCOM.IFP 2015/16. Nesta carta o candidato deve declarar estar disposto a integrar-se numa das linhas de investigação do LABCOM.IFP. (Nota: não é necessário indicar já um tema ou projeto específico de Tese).

• Comprovativo de candidatura ao 1º ano do Curso de Doutoramento em Ciências da Comunicação da UBI.

Prazo e recepção de candidaturas

Todas as candidaturas deverão ser enviadas até ao dia 30 de Setembro de 2014 (data do último dia da 3ª fase de candidatura), para o seguinte endereço de correio eletrônico: pserra@ubi.pt.  Os candidatos serão notificados da decisão até ao dia 9 de outubro de 2015.

Seleção dos candidatos

Os candidatos à bolsa serão selecionados por um Júri constituído pelos membros da Comissão do Curso de Doutoramento em Ciências da Comunicação da UBI. Da decisão do júri não cabe recurso. A seleção dos candidatos só produz efeitos a partir da efetivação da matrícula no curso e com a assinatura presencial do Termo de Compromisso, dentro dos prazos legais.

Para mais informações, contactar Dr.ª Mércia Pires, Secretária da Faculdade de Artes e Letras, pelo e-mail: mercia@ubi.pt.

Prazo para ULEPICC/ICOM estendido até o dia 30 de junho

ulepiccicom

O Comitê Acadêmico do VIII Encuentro Internacional de Investigadores y Estudiosos de la Información y la Comunicación (ICOM 2015) decidiu estender até o dia 30 de junho o prazo de envio de resumos para os trabalhos do evento, que se encerraria no dia 15. O encontro ocorrerá em Havana, Cuba, de 7 a 11 de dezembro, junto ao Congresso da Unión Latina de Economía Política de la Información, la Comunicación y la Cultura (ULEPICC).

PROCEDIMENTOS PARA ENVIO

  1. Para realizar um envio é necessário registrar-se previamente no sistema acadêmico do evento, acessando: http://www.icomcuba.com/user/register
  2. Uma vez registrado, deve marcar as opções envio ou agregar conteúdo;
  3. O documento do resumo (e logo o trabalho completo) se denominará da forma seguinte: Comissão (Eixo Temático)_primeiro sobrenome do autor principal_dia_ mês_ano.

Exemplo, um trabalho que se envie à Comissão 2.5 Comunicación, información, inclusión y cambio social, no dia 15 de junho de 2015, se deverá nomear como segue: 2.5_Rodríguez_Juan_15_06_2015.

O Comitê Acadêmico notificará a recepção de cada resumo de trabalho por e-mail, num prazo não maior que 72 horas, e informará sobre seu aceite ou não nos prazos previstos (até o dia 15 de julho), sem que isso exclua a possibilidade de participação.

Qualquer situação a respeito, pode enviar seus comentários ao e-mail: icomcuba2015@fcom.uh.cu

 

Mais informações no site do evento: http://www.icomcuba.com/

Debate reflete sobre os impactos da mídia e a luta dos trabalhadores

debate_baraodeitarareEntender o processo de recepção, a criação dos discursos, o papel dos meios de comunicação e os impactos desse desses três movimento no mundo do trabalho, esse é o tema que norteará debate que ocorrerá nesta quarta-feira (17), às 19h, na sede do Barão de Itararé.

O evento, que nasce da parceria do Barão de Itararé com os grupos de pesquisa Observatório de Economia e Comunicação (OBSCOM – UFS) e o Centro de Pesquisa em Comunicação e Trabalho (CPCT), ainda conta com o apoio da União da Juventude Socialista (UJS) e do Mídia Ninja, que transmitirá o todo o evento.

Como debatedores, o Barão contará com as presenças dos pesquisadores Roseli Fígaro, professora da Escola de Comunicação da Universidade de São Paulo (ECA/USP); e César Bolaño, professor de Economia da Universidade Federal de Sergipe (DEE/UFS); e do jornalista Paulo Zocchi, presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo.

A proposta da atividade é pensar a comunicação a partir da centralidade do mundo do trabalho e pelo entendimento de suas formas contemporâneas de organização. Ou seja, a ideia é realizar uma fina discussão sobre as mudanças no mundo do trabalho, os impactos das chamadas tecnologias da comunicação e da informação e o processo de recepção dos meios de comunicação, principalmente na atualidade, quando a concentração de empresas do ramo e a preponderância tecnológica são grandezas que parecem falar por si mesmas.

debatebarao_comunicacaoetrabalho_pqMais

A atividade ocorrerá no auditório do Barão de Itararé, localizado na Rua Rego Freitas, 454, 8a andar – República/SP. A entrada é franca e livre de inscrição. Mais informações: (11) 3159-1585 ou (11) 984429245. Confira o evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1646677812214919/.

A atividade terá transmissão ao vivo pelo site do Barão de Itararé a partir das 19h.