Ulepicc-Brasil transmite mesa virtual para discutir articulação de Grupos de Trabalho em EPC

A Ulepicc-Brasil (capítulo Brasil da União Latina de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura) transmitirá, na próxima quarta-feira (5), às 15h, a mesa virtual “A importância da articulação dos grupos de Economia Política em associações científicas”.

O objetivo do evento é realizar atividades em conjunto que envolvam pesquisadoras e pesquisadores de diferentes espaços de pesquisa latino-americanos como os Grupos de Trabalho em Economia Política da Comunicação, Cultura e Informação da Alaic (Associação Latino-Americana de Investigadores da Comunicação), Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação) e Ancib (Associação de Pesquisa e Pós-graduação em Ciência da Informação).

A live será transmitida no canal da Ulepicc-Brasil no Youtube (Ulepicc-Br Brasil), com mediação de Rodrigo Moreno Marques (diretor científico da Ulepicc-Brasil e atual coordenador do grupo de Política e Economia da Informação da Ancib), e contará com pessoas que criaram, coordenaram ou coordenam alguns desses espaços. Entre esses pesquisadores e pesquisadoras estão:

– Anita Simis (ex-coordenadora do grupo de pesquisa EPICC da Intercom e ex-presidenta da Ulepicc-Brasil);

– César Bolaño (ex-presidente da Ulepicc e da Ulepicc-Brasil, ex-coordenador do grupo de trabalho em EPICC da Intercom, atual coordenador do grupo de EPICC da Clacso)

– Daniela Monje (coordenadora do grupo de EPICC da Clacso e vice-coordenadora do grupo de EPC da Alaic);

– Ruy Sardinha Lopes (ex-presidente da Ulepicc-Brasil, ex-coordenador do grupo de EPICC da Intercom e ex-vice-coordenador do GT de EPC da Alaic).

– Arthur Bezerra (vice-coordenador do grupo de trabalho Política e Economia da Informação da Ancib).

Os grupos de trabalho da Alaic e da Intercom foram fundamentais para a constituição de um subcampo estruturado da Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura (EPC) na América Latina, ao possibilitarem, a partir de 1992, encontros periódicos entre quem pesquisava os efeitos político-econômicos sobre a comunicação, a cultura e a informação.

De lá para cá, essa articulação gerou grupos em outros espaços, ainda que alguns de forma temporária ou em diálogo com a EPC, em associações como: Compós (Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação), Clacso (Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais) e Ancib. Além da criação de entidades específicas, caso da Ulepicc-Brasil (capítulo Brasil da União Latina de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura).

Lançamento de livros

Dentre as próximas atividades entre os grupos e a Ulepicc-Brasil está a realização de lives para o lançamento de livros publicados em 2021 e que tenham como base a EPC ou um diálogo claro com ela, desde que com autoria de pesquisadoras/es da América Latina que componham algum dos coletivos ou a entidade brasileira.

Para se indicar para lançamentos, entre em contato por ulepicc.br@gmail.com.

Em Formato Virtual, Congresso da Intercom 2020 tem inscrições abertas

Devido à pandemia de Covid-19, o 43º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom 2020) será realizado de 1º a 10 de dezembro em formato virtual. A Universidade Federal da Bahia (UFBA), que sediaria o encontro nacional deste ano, dará suporte institucional ao evento.

O Congresso da Intercom conta com um Grupo de Trabalho em Economia Política da Informação, Comunicação e Cultura, coordenado pelo Prof. Dr. Manoel Dourado (UEL)

Os interessados devem submeter seus trabalhos nos Grupos de Trabalho, Intercom Júnior e Expocom até o dia 12 de outubro de 2010. O calendário de inscrições e submissões pode ser acessado aqui.

Para escolher o Grupo de Trabalho ou evento que melhor acolherá seu trabalho, os interessados devem conferir a Chamada de Trabalhos do evento, que pode ser acessada aqui. Lembrando que os autores devem seguir as normas de submissão do evento disponíveis aqui.

Além dos espaços de apresentação de trabalhos, a organização do Congresso abriu chamada para a proposição de oficinas e minicursos

De acordo com organização do evento, “a realização virtual do congresso nacional em 2020 tem o intuito de manter a contribuição da Intercom para a constituição do campo científico na área de Ciências Sociais Aplicadas, em interface com diversos campos do conhecimento, inclusive pela natureza interdisciplinar inscrita em seus princípios constitutivos”.

O tema do Congresso da Intercom deste ano será “Um mundo e muitas vozes: da utopia à distopia?” No título, expressa-se a intenção primeira do evento: revisitar o Relatório MacBride quatro décadas após seu lançamento, em um ambiente de intensas mutações no universo comunicacional.

GP de Economia Política da Intercom Recebe Trabalhos até o Próximo Dia 1 de Julho

O Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM) está recebendo trabalhos para sua 42ª edição que acontece entre 2 e 7 de setembro de 2019. O congresso conta com o GP Economia Política da Informação, Comunicação e Cultura com coordenação da Prof. Drª Anita Simis.

Os interessados em enviar trabalhos para o Congresso da Intercom devem fazê-lo até o dia 01 de julho, mas, para isso, precisam realizar o pagamento da taxa de inscrição até o dia 28 de junho. Mais informações sobre o calendário do evento e normas para submissão de trabalho podem ser encontradas aqui.

O Congresso da Intercom acontece desde 1977 e reúne, tradicionalmente, cerca de 3,5 mil pessoas, entre alunos de graduação e pós-graduação, pesquisadores e profissionais da área.

Grupo de Pesquisa de Cinema da Intercom recebe trabalhos para e-book sobre “Representação e Relações de Gênero no Cinema”

Está aberta, até o dia 23 de junho, a chamada para o e-book “Representações e Relações de Gênero no Cinema”. A comunicação dos aceites dos artigos selecionados será enviada por e-mail pelos editores da publicação até 30 de junho de 2018.

Os autores devem submeter trabalhos enviando-os para o e-mail gpcineintercom@gmail.com. O modelo de artigo e as normas de inscrição se encontram disponíveis aqui.

O livro será lançado pelo Grupo de Pesquisa de Cinema da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (INTERCOM) durante o 41º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, que acontecerá entre os dias 2 e 8 de setembro, na Universidade da Região de Joinville, em Joinville (SC).

O conceito de relações de gênero remete ao caráter social e histórico dos estudos e pesquisas baseados nas percepções das diferenças sexuais e suas formas de representação cinematográfica. O objetivo da publicação é reunir contribuições para o campo acadêmico de estudos que foram historicamente pouco explorados no Brasil e atualizar a bibliografia de referência a esse respeito.

O livro deverá ser o primeiro de uma série que pretende colaborar para a ampliação da discussão de temas do conhecimento científico que permanecem à margem das pesquisas acadêmicas no Brasil. A Organização da obra está sob responsabilidade de Luiza Lusvarghi (ESPM-USP), Luiza Beatriz Alvim (UFRJ) e Gênio Nascimento (UAM).

Estão Abertas as Inscrições para a Intercom 2018

Estão abertas, até o dia 10 de julho, as inscrições para o 41o Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom). Os interessados em submeter trabalhos devem pagar a taxa de inscrição até o dia 6 de julho. Os aceites dos trabalhos serão divulgados até o dia 31 de julho de 2018. O evento conta com um Grupo de Trabalho em Economia Política da Informação, Comunicação e Cultura.

O evento vai acontecer na Universidade da Região de Joinville (Univille), na cidade de Joinville, Santa Catarina, entre os dia 2 e 8 de setembro. O tema do congresso esse ano será “Desigualdades, Gênero e Comunicação”.

A chamada de trabalhos pode ser encontrada aqui

O calendário de inscrição e submissão de trabalhos pode ser acessado aqui

As normas estão disponíveis aqui

O evento conta com um Grupo de Pesquisa em Economia Política da Informação, Comunicação e Cultura.

Ementa do GP:

A centralidade econômica e política que a informação, comunicação e cultura ganharam no processo de valorização capitalista tem colocado novos desafios políticos e epistemológicos aos agentes sociais que lutam por uma sociedade mais democrática e inclusiva. Acreditando que a apreensão e análise dos fenômenos comunicacionais e culturais contemporâneos ultrapassam os claustros disciplinares tradicionais e que até mesmo as decisões econômicas só podem ser compreendidas a partir de uma abordagem interdisciplinar e heterodoxa, a Economia Política da Comunicação e da Cultura (EPC) se constitui, metodologicamente, como um instrumento capaz de pôr em interação diversos campos disciplinares como a Economia, a Comunicação, a Ciência da Informação, a Sociologia, a Ciência Política, a Filosofia e os Estudos Culturais Críticos.

Este GP propõe ser um fórum de debate e reflexão entre os investigadores e profissionais destes campos disciplinares no sentido de formar matéria crítica necessária à apreensão e análise de tais fenômenos, tais como as políticas de comunicação, de cultura e de informação, a transversalidade da cultura e da comunicação, a convergência tecnológica e a digitalização dos meios eletrônicos, a expansão e novas configurações das indústrias culturais e criativas, a privatização do conhecimento, o desenvolvimento de todas as formas de capital intangível, as culturas digitais, as questões éticas e políticas da informação e demais temas que têm emergido ao longo dos últimos anos.

Palavras-chave:
Comunicação, Informação, Cultura; Economia política da comunicação e da cultura; políticas de comunicação, de informação e de cultura; capitalismo, democratização da sociedade e novos mundos possíveis.

Coordenadora
Profa. Dra. Anita Simis (anitasimis@gmail.com)

Chamada de trabalhos para o XXXVIII Congresso da Intercom

intercom-nacional-2015Está aberto até o dia 24 de julho o prazo para submissão de trabalhos para o XXXVIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM). O evento conta com um Grupo de Pesquisa de Economia Política da  Informação, Comunicação e Cultura, que teve sua ementa alterada este ano. O congresso será realizado de 4 a 7 de setembro de 2015 na UFRJ, no Rio de Janeiro.

Provavelmente no dia 04 de setembro ocorrerá mais uma edição do Fórum EPTIC, cujo tema será Comunicação e Trabalho e está sendo articulado em parceria com o Centro de Pesquisa em Comunicação e Trabalho (USP).

Ementa do GP:

A centralidade econômica e política que a informação, comunicação e cultura ganharam no processo de valorização capitalista tem colocado novos desafios políticos e epistemológicos aos agentes sociais que lutam por uma sociedade mais democrática e inclusiva.  Acreditando que a apreensão e análise dos fenômenos comunicacionais e culturais contemporâneos ultrapassam os claustros disciplinares tradicionais e que até mesmo as decisões econômicas só podem ser compreendidas a partir de uma abordagem interdisciplinar e heterodoxa, a Economia Política da Comunicação e da Cultura (EPC) se constitui, metodologicamente, como um instrumento capaz de pôr em interação diversos campos disciplinares como a Economia, a Comunicação, a Ciência da Informação, a Sociologia, a Ciência Política, a Filosofia e os Estudos Culturais Críticos.

Este GP propõe ser um fórum de debate e reflexão entre os investigadores e profissionais destes campos disciplinares no sentido de formar matéria crítica necessária à apreensão e análise de tais fenômenos, tais como as políticas de comunicação, de cultura e de informação, a transversalidade da cultura e da comunicação, a convergência tecnológica e a digitalização dos meios eletrônicos, a expansão e novas configurações das indústrias culturais e criativas, a  privatização do conhecimento, o desenvolvimento de todas as formas de capital intangível, as culturas digitais, as questões éticas e políticas da informação e demais temas que têm emergido ao longo dos últimos anos.

Palavras-chave

Comunicação, Informação, Cultura;  Economia política da comunicação e da cultura; políticas de comunicação, de informação e de cultura; capitalismo, democratização da sociedade e novos mundos possíveis.

Coordenador

Prof. Dr. Ruy Sardinha Lopes – rsard@sc.usp.br

Mais informações sobre o congresso podem ser obtidas em:

http://www.portalintercom.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=5531&catid=307

Intercom e Globo Universidade realizam IX Seminário Temático

guin

Por Intercom

Estão abertas até o dia 24 de abril as inscrições para o IX Seminário Temático Globo/Intercom, que será realizado no período de 12  a 15 de julho de 2015, no Rio de Janeiro. O evento este ano abordará o tema “Comunicação e cidade espetáculo”, o mesmo do Congresso Nacional da Intercom 2015.

Em sua nona edição, o Seminário Temático Globo Intercom é resultado de uma parceria entre a entidade e o Globo Universidade. A iniciativa visa proporcionar uma maior integração entre a academia e os profissionais da Rede Globo de Televisão. Os interessados em participar devem ser sócios da Intercom, estar com o pagamento das anuidades em dia até o ano de 2014, e não ter participado dos seminários anteriores.

Para inscrever-se é preciso enviar a ficha de inscrição, um minicurrículo e um texto de até três laudas sobre a pesquisa que desenvolve na área da comunicação. O material será usado para seleção dos candidatos, caso o número de inscrições supere o de vagas ofertadas. A seleção também dará prioridade para professores de comunicação, seguidos de alunos de doutorado, mestrado e graduados em comunicação.

A programação do seminário prevê o primeiro e quarto dias para deslocamento de ida e volta dos participantes até o Rio de Janeiro, e o segundo e terceiro dia para as atividades do Seminário. As atividades serão realizadas na sede do Jardim Botânico da emissora e na Central Globo de Produções, o Projac. Não haverá apresentação nem a publicação dos textos enviados para a seleção durante o seminário.

O Programa Globo/Universidade oferece aos participantes: passagem aérea, traslado no Rio de Janeiro, hospedagem e alimentação. A Intercom fornecerá Certificado de Estudos Avançados aos participantes. O comitê de seleção dos candidatos está constituído pelos seguintes sócios: Marialva Barbosa e Adriana Omena dos Santos, respectivamente Presidente e Diretora Cultural da Intercom.

O envio da ficha de inscrição e mais informações podem ser obtidos pelo e-mail seminarioglobo@intercom.org.br ou pelo telefone (34) 9167-3521.

FICHA DE INSCRIÇÃO – clique para download

Intercom disponibiliza ebook sobre paradigmas comunicacionais

intercomlivroA Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) tornou disponível em seu site o livro eletrônico “Ciências da comunicação em processo: paradigmas e mudanças nas pesquisas em comunicação no século XXI”. Organizado por Osvando J. de Morais, o livro apresenta artigos que representam os Grupos de Pesquisa da entidade.

O ebook é dividido em cinco partes: Teorias, Dimensões e Reconfigurações: Jornalismos, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e Comunicação Organizacional;  Comunicação Audiovisual, Fotografia, Televisão e outras Mídias; Multimídia e Interfaces Comunicacionais: Culturas, Conteúdos Digitais e Convergências Tecnológicas; Mídia, Cultura e Tecnologias: Comunicação, Comunidades e Espaço; e Interdisciplinaridades, Teorias e Dimensões Sígnicas.

Na quinta parte consta o artigo “As mutações do objeto de estudo e a contribuição da EPC para a renovação do campo comunicacional”, de autoria de Ruy Sardinha Lopes (USP), coordenador do GP Economia Política, Informação e Cultura. No artigo, Lopes apresenta o histórico de constituição dos estudos neste subcampo comunicacional, vindo das reflexões internacionais às brasileiras, tendo em vista o entendimento da importância da EPC em se repensar o campo das Ciências da Comunicação em sua totalidade.

Para baixar, acesse: http://migre.me/p0byD

Ficha Técnica

Autor : Osvando J. de Morais (org.)

Resumo :
O objetivo principal da publicação deste Livro é contribuir a partir da análise das pesquisas apresentadas em cada GP, à luz das Teorias da Comunicação, as questões que envolvem novas abordagens, novas metodologias, com leituras e discussões de autores que refletem sobre o século XXI, como um Mapa do desenvolvimento da Área em contínua transformação. Os resultados relevantes de suas pesquisas estudadas em profundidade por cada participante dos GP’S contribuem para o desenho deste mapeamento em processo.

Editora : Intercom, 2015.

Formato : pdf