Chamada de trabalhos para Comunicon 2016

comunicon

O Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo da ESPM São Paulo está com chamada aberta até 30 de abril para o COMUNICON – Congresso Internacional em Comunicação e Consumo -, que ocorre de 13 a 15 de outubro, contando com Simpósio Internacional, com o tema “Comunicação, consumo e modos de envelhecimento”, e Encontro de Grupos de Trabalho em Comunicação e Consumo (Pós-Graduação e Graduação).

CHAMADA DE TRABALHOS

O 6º Encontro de Grupos de Trabalho de Pós-Graduação aceita submissões de mestrandos, mestres, doutorandos e doutores em Comunicação e áreas afins. Os trabalhos podem ter, no máximo, três autores: um principal e dois co-autores. Cada pesquisador pode assinar como autor principal um único trabalho e participar como co-autor de apenas um segundo trabalho.

Serão aceitos ARTIGOS COMPLETOS redigidos em português, inglês ou espanhol. Os trabalhos devem ser inéditos (não submetidos a publicações acadêmicas e nem apresentados em outros eventos), contemplar a articulação entre comunicação e consumo e atender, em especial, aos objetivos e à ementa de cada Grupo de Trabalho abaixo relacionado. Devem ter no mínimo 12 e no máximo 15 páginas de extensão, seguindo as instruções do template do evento, disponível no site: www.espm.br/comunicon.

Cada GT contará com pareceristas externos, além de seu coordenador. Os artigos aprovados serão publicados nos Anais digitais do evento (com ISBN).

O 2º Encontro de Grupos de Trabalho de Graduação aceita submissões de graduandos e graduados em Comunicação e áreas afins. Serão aceitos trabalhos individuais (um único autor) que contenham resultados de pesquisas concluídas ou em andamento, referentes a iniciações científicas, monografias de conclusão de curso ou participação em projetos de pesquisa coletivos. É necessário selecionar um dos GTs do Congresso para submissão do trabalho, não sendo possível o mesmo autor enviar artigos para mais de um dos Grupos.

A sessão dos GTs dedicada à graduação (1º sessão do dia 14 de outubro) prevê a seleção de, no máximo, cinco (5) apresentações. Para tanto, contaremos com pareceristas externos, além do coordenador. Os artigos aprovados serão publicados nos Anais digitais do evento (com ISBN). Segue regra parecida com a do encontro de Pós-Graduação, só que com mínimo 10 e no máximo 12 páginas de extensão, seguindo as instruções do template do evento, disponível no site: www.espm.br/comunicon.

EMENTAS dos GTs:

– GT 01 – COMUNICAÇÃO E CONSUMO: cultura empreendedora e espaço biográfico
Coordenação: Prof. Dr. Vander Casaqui
Este GT parte das questões relativas ao campo da comunicação e consumo para tratar de suas articulações com a cultura empreendedora, ou seja, o espírito do capitalismo apoiado na figura do empreendedor como modelo de cultura – promovido através de contratos comunicativos e regimes de convocação biopolítica. Dessa forma, privilegiamos o estudo de: a) narrativas, discursos, representações relacionadas com o empreendedorismo, o empreendedorismo social, o “intrapreendedorismo”, entre outras denominações, sempre em abordagem crítica e perspectiva sociocultural; b) estudos do espaço biográfico (biografias e autobiografias), ou o estudo de narrativas de vida articuladas com as práticas de consumo, com o mundo do trabalho, com o espírito empreendedor, com discursos de “superação”, de “sucesso”, com fins “motivacionais” e “inspiracionais”, publicizados para consumo simbólico em dispositivos midiáticos.

– GT 02 – COMUNICAÇÃO, CONSUMO e IDENTIDADE: materialidades, atribuição de sentidos e representações midiáticas
Coordenação: Profa. Dra. Marcia Tondato
A proposta deste GT é refletir sobre os processos de significação e ressignificação inerentes ao complexo contexto da contemporaneidade, às possibilidades de abertura para leituras diferentes e divergentes, em discursos mediados pelo cotidiano e pela cultura. Um cenário caraterizado pelo uso dos bens de consumo na especificação das relações sociais, exigindo que o mesmo seja trabalhado além dos limites das práticas comerciais, ampliado para aspectos da cultura do consumo que dialoguem com a sociedade complexa a partir dos processos de pertencimento. Para esta reflexão, as temáticas prioritárias incluem: a) representações midiáticas e práticas de consumo; b) processos de produção, circulação e apropriação de bens, advindos das práticas de comunicação midiática e interfaces com o consumo material e simbólico; c) relações sociais, de classes e de gêneros; d) atribuições de sentido e constituição e identidades coletivas nos ambientes comunicacionais característicos de uma sociedade midiatizada.

– GT 3 – COMUNICAÇÃO E CONSUMO: PERIODIZAÇÕES E PERSPECTIVAS HISTÓRICAS
Coordenação: Profa. Dra. Eliza Casadei
EMENTA: A proposta do GT é reunir trabalhos que discutam as relações entre comunicação e consumo a partir de uma perspectiva histórica. Nesse sentido, serão abarcadas pesquisas que abordem análises voltadas aos modos a partir dos quais a história dos meios de comunicação de massa e seus processos específicos mediam uma história sobre as visualidades de consumo, ao engendrar visibilidades próprias de cada época, bem como suas rupturas e recorrências. Assim, serão consideradas temáticas prioritárias: a) investigação dos processos históricos das mediações do consumo pela comunicação; b) história das visualidades do consumo a partir do mapeamento da história dos meios de comunicação de massa e suas produções específicas; c) proposição de metodologias para o estudo histórico das relações entre comunicação e consumo; d) estudo das diferentes estratégias retóricas, estilísticas e narrativas ligadas ao consumo nos produtos midiáticos ao longo do tempo; e) delimitação das diferentes estratégias estilísticas de composição ligadas aos imaginários de consumo; f) análise discursiva dos imaginários de consumo em diferentes produtos midiáticos de diferentes períodos; g) análise das continuidades e rupturas discursivas do consumo ao longo do tempo.

– GT 4 – COMUNICAÇÃO, CONSUMO E INSTITUCIONALIDADES
Coordenação: Prof. Dr. Luiz Peres-Neto
Partindo do debate sobre comunicação e consumo, este GT propõe discutir os processos de mediação e os contextos sociais, políticos e culturais nos quais se constituem, legitimam ou interagem instituições e organizações com o conjunto da sociedade. São objetos de interesse trabalhos que proponham este debate a partir das seguintes temáticas: a) agenciamentos institucionais nos processos comunicacionais; b) a construção de tramas de civilidade, inclusão e exclusão social; c) as fronteiras do público e do privado; d) a comunicação em contextos organizacionais e institucionais e suas relações com as práticas de consumo; e) ética, comunicação e consumo; f) liberdade de expressão e políticas de comunicação; g) discursos sobre o reconhecimento de direitos e reconstruções do social; h) comunicação, consumo e religiosidade.

– GT 5 – COMUNICAÇÃO, CONSUMO E NOVOS FLUXOS POLÍTICOS: ativismos, cosmopolitismos, práticas contra-hegemônicas
Coordenação: Profa. Dra. Rose de Melo Rocha
Considerando a centralidade dos processos de comunicação e das práticas de consumo na cena contemporânea; compreendendo a política em sentido amplo, em suas expressões não institucionais e cotidianas;  o GT investiga novos fluxos políticos associados a: a) ativismos, políticas de visibilidade e de subjetivação em mobilizações, movimentos e coletivos, com sua produção imagética e imaginária; b) ações de trânsito (urbano/digital; midiático/massivo; ético/estético) atinentes à midiatização do social, à espetacularização e à iconicização do capital; c) cosmopolitismos, diásporas, glocalidades e processos pós-periféricos articulados ao consumo (material e simbólico); c) dinâmicas bottom-up e práticas contra-hegemônicas nas sociedades midiáticas e do consumo, com suas narrativas, politicidades e expressividades.

– GT 6 – COMUNICAÇÃO, CONSUMO E SUBJETIVIDADE
Coordenação: Profa. Dra. Gisela G. S. Castro
Este Grupo de Trabalho tem a intenção de congregar reflexões e fomentar discussões acerca do papel da comunicação e do consumo na promoção de modulações pelas lógicas de consumo nos modos de ser e de estar junto. Interessa-nos analisar as práticas de comunicação e consumo em sua articulação com: a) transformações perceptivas, cognitivas e/ou afetivas em ambientes supersaturados de mensagens comerciais; b) as dinâmicas do entretenimento, as estratégias midiáticas e mercadológicas no fomento a modos de ser e de viver; c) a mercadorização do cotidiano, o consumo da experiência e a experiência do consumo; d) afetividade, sociabilidade e subjetividade nas redes sociais digitais; e) estereótipos, preconceitos e modelos sociais alternativos na cena midiática; f) as imagens do envelhecimento e seus discursos; dentre outras questões relevantes.

– GT 7 – COMUNICAÇÃO, CONSUMO, MEMÓRIA: cenas culturais e midiáticas
Coordenação: Profa. Dra. Mônica Rebecca Ferrari Nunes
As conexões entre comunicação, consumo e memória permitem considerar o consumo como código cultural que armazena e gera constantemente novas informações, de tal sorte que o consumo de formas materiais, midiáticas, simbólicas, afetivas ressignificam o tempo passado, o tempo presente e a própria memória. Como invenção e reconstrução, a memória também se materializa, além das histórias individuais e coletivas de seus sujeitos, por meio da biografia de objetos e mercadorias. Este grupo de trabalho acolhe pesquisas e reflexões acadêmicas dedicadas a pensar as intersecções: a) consumo, memória, cultura; b) consumo, memória, mídia; c) consumo, memória nas subculturas juvenis; d) consumo, memória, entretenimento; e) consumo, memória e artes da performance.

– GT 8 – COMUNICAÇÃO, EDUCAÇÃO E CONSUMO
Coordenação: Profa. Dra. Maria Aparecida Baccega
Este grupo de trabalho objetiva tratar da construção teórico-prática das inter-relações comunicação/ educação/ consumo (e não consumismo). Sobreleva, também, a teleficção como objeto de pesquisa, dado o seu diálogo permanente com a realidade brasileira lócus dessas relações. Consideram-se como atinentes a essa discussão: a) a rede de intercâmbio de significados entre consumo e comunicação na contemporaneidade: b) o alargamento das fronteiras do campo da comunicação, incorporando comunicação/educação/consumo; c) o campo comunicação/ educação, com suas reflexões e pesquisas, sobretudo no que se refere à atuação das agências de socialização e suas relações no processo de educação dos sujeitos; d) a teleficção como objeto privilegiado, dada sua condição de diálogo com as condições sócio-históricas.

– GT 9- COMUNICAÇÃO, DISCURSOS DA DIFERENÇA E BIOPOLÍTICAS DO CONSUMO
Coordenação: Profa. Dra. Tânia Hoff
Este grupo de trabalho tem por objetivo investigar as práticas discursivas, regimes de visibilidade e as representações da diferença na cena midiática contemporânea, considerando-se o fenômeno do consumo, suas biopolíticas e biossociabilidades. A partir dos processos comunicacionais e dos modos como os produtos midiáticos se apropriam dos discursos da diferença e de suas representações nas dimensões política, econômica e sociocultural, este GT problematiza: a) identidades étnicas, raciais e de orientações sexuais; b) estetização da diferença; c) multiculturalismo e diferença; d) formas de simbolização do corpo em diversos contextos culturais (híbridos, mestiços e sincréticos); e) apropriações da diferença pelo mercado; f) regimes de visibilidade; g) discursos da diferença; e h) discursos de resistência.

– GT 10- CONSUMO, LITERATURA E ESTÉTICAS MIDIÁTICAS
Coordenação: Prof. Dr. João Anzanello Carrascoza
Este grupo objetiva discutir a comunicação publicitária e sua produção de sentido voltada para as práticas de consumo, a partir de sua relação visceral com as matrizes da narrativa literária. Assim, acolhe as pesquisas e os debates em torno das seguintes temáticas: a) estudos focados nas lógicas de produção do discurso publicitário; b) elementos da poética publicitária; c) publicidade e os processos de contaminação da linguagem; d) interfaces entre teoria literária e publicidade; e) práticas de consumo no universo literário; f) estética e retórica do consumo; e) formas publicitárias e estetizações literárias; f) historiografia da publicidade; g) produção e consumo de narrativa publicitária.

– GT 11 – COMUNICAÇÃO, CONSUMO E CIDADANIA: POLÍTICAS DE RECONHECIMENTO, REDES E MOVIMENTOS SOCIAIS
Coordenação: Profa. Dra. Denise Cogo
O GT tem como objetivo o debate de pesquisas em torno das interfaces entre comunicação, consumo e cidadania que se orientam pela reflexão sobre políticas de reconhecimento das chamadas minorias no contexto das redes sociocomunicativas e dos movimentos sociais. Busca-se reunir estudos que reflitam sobre as experiências e práticas das minorias (mulheres, transgêneros, afrodescendentes, indígenas, migrantes, etc.) em que estejam implicados processos de apropriações e usos comunicacionais e ou midiáticos articulados às demandas e mobilizações por cidadania em suas múltiplas dimensões: econômica, social, política, jurídica, cultural, universal e comunicativa. Em um cenário de convergência tecnológica, busca-se enfatizar as experimentações e agenciamentos comunicacionais que são produzidos pelas minorias em espaços locais, nacionais, transnacionais a partir de dinâmicas que constituem e são constitutivas das redes e movimentos sociais.

PRÊMIO COMUNICON

Todos os trabalhos aprovados e inscritos no 6º Encontro de Grupos de Trabalho de Pós-Graduação em Comunicação e Consumo serão considerados elegíveis para o Prêmio COMUNICON. Este propõe reconhecer a excelência de trabalhos acadêmicos elaborados na área de comunicação e consumo. Os melhores trabalhos apresentados em cada GT serão indicados ao Prêmio COMUNICON. A Comissão Julgadora é composta por pesquisadores internos e externos ao PPGCOM ESPM e tem como Presidente de Honra a decana do Programa, Profa. Dra. Maria Aparecida Baccega. 

Para mais informações: www.espm.br/comunicon