Revista Asas da Palavra recebe artigos para o Dossiê “Literatura, Arte, Linguagens e Tecnologias Digitais Móveis”

A Revista “Asas da Palavra” está recebendo trabalhos até o dia 20 de abril de 2020 para o dossiê “Literatura, Arte, Linguagens e Tecnologias Digitais Móveis”. Os artigos aprovados serão publicados na edição v. 17, n. 1, a ser lançada em Junho de 2020.

O periódico Asas da Palavra publica artigos em português, inglês e espanhol. Para este volume podem submeter trabalhos, mestres, doutores e doutorandos vinculados a uma instituição de nível superior; mestrandos, graduados e graduandos (em coautoria com pelo menos um autor com título de mestre).

O periódico é editado pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Linguagens e Cultura da Universidade da Amazônia (PPGCLC/UNAMA), e o dossiê está sendo organizado pela Profª Dra. Maíra Evangelista de Sousa (PPGCLC/UNAMA)

De acordo com a chamada para trabalhos da revista, “a proposta do próximo número da revista Asas da Palavra é pensar nas reconfigurações da literatura, da arte, das linguagens, e na multiplicação das modalidades de produção, acesso, circulação e consumo desses produtos culturais frente às transformações sociais, culturais e comunicacionais”.

Dessa forma, o dossiê tem o objetivo de reunir artigos que promovam reflexões e debates sobre as seguintes temáticas:

  • Literatura, arte e/ou linguagens em dispositivos digitais móveis;
  • Novas modalidades de produção, acesso, circulação e consumo de literatura, arte e/ou linguagens em dispositivos digitais móveis;
  • Relação entre aplicativos e a literatura/a arte /as novas linguagens;
  • Relação entre convergência e literatura, arte e/ou linguagens;
  • Relação entre literatura, arte e/ou linguagens com os sites de redes sociais;
  • Relação entre literatura, arte e/ou linguagens com os algoritmos;
  • Novas experiências de leitura em dispositivos digitais móveis;
  • Leitores ubíquos;
  • Literacia midiática e/ou digital.

As submissões deverão estar em conformidade com as diretrizes para autores que pode ser encontradas aqui. As contribuições devem ser submetidas diretamente no site da revista através do sistema OJS.

Ativismos na Cultura Pop é Tema de Dossiê na Revista Tropos

O periódico Tropos: Comunicação, Sociedade e Cultura está recebendo submissões, até o dia 21 de junho de 2020, para o dossiê “Potências políticas do pop: Gênero e ativismos na cultura pop”. Os trabalhos selecionados serão publicados em dezembro.

Os editores convidados são Christian Gonzatti (Unisinos), Felipe Viero Kolinski Machado Mendonça (UFOP), Gabriela Cleveston Gelain (ESPM-SP) e Suzana Mateus (UFPE).

São esperados trabalhos que se debrucem sobre contradições, tensões, disputas e resistências na análise de gênero em intersecção com outros marcadores na cultura pop. Dessa forma, o dossiê tem o propósito de reunir artigos que abordem as seguintes temáticas:

  • Representatividade na cultura pop;
  • Feminismos e cultura pop;
  • Raça e cultura pop;
  • LGBTQs e cultura pop;
  • Estudos queer e cultura pop;
  • Decolonialidade e colonialidade na cultura pop;
  • Masculinidades e cultura pop;
  • Desigualdades e cultura pop;
  • Ativismos, artivismos e cultura pop;
  • Ativismos de fãs;

Os pesquisadores interessados poderão enviar propostas, entre 12-25 páginas, em Português ou Inglês. As submissões devem seguir as diretrizes para autores determinadas pela revista tropos que pode ser acessadas aqui.

Quaisquer questões podem ser dirigidas aos editores através do e-mail oficial do dossiê: generoeculturapop@gmail.com. As submissões devem ser feitas pelo sistema OJS da revista aqui.

“Comunicação e Política” é tema de dossiê na Revista Tríade

A revista “Tríade: comunicação, cultura e mídia”, editada pelo Programa de Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba (UNISO), está recebendo até o dia 22 de março de 2020 contribuições para o dossiê “Comunicação e Política.

Os editores esperam trabalhos que tratem dos temas: a) imagem política; b) mídia e eleições; c) propaganda política; d) formas de uso político das tecnologias de comunicação; e) comunicação pública; f) discurso político e mídia; g) experiências de utilização da internet como espaço de participação e reivindicação política; h) mídias alternativas e eleições.

Os artigos podem ser redigidos em Português, Inglês, Espanhol ou Francês. Os autores devem seguir as diretrizes para submissão do periódico disponíveis aqui. Os artigos devem ser enviados seguindo o template disponibilizado pela revista aqui.

Revista Esferas recebe artigos para o Dossiê “Comunicação, Interseccionalidade e a Promoção da Igualdade Étnico-Racial”

A Revista Esferas está com Call for Papers aberto para a sua segunda edição de 2020 trazendo o dossiê Comunicação, Interseccionalidade e a Promoção da Igualdade Étnico-Racial. A data limite para submissão é 30 de abril de 2020. As editoras do dossiê são Dione Moura (UnB), Kelly Quirino (UnB), Clarissa Motter (UCB).

O dossiê, de acordo com a chamada para trabalhos, busca debater “a interseccionalidade e a defesa da equidade como estratégias políticas e apresentar e relatar pesquisas acerca das estratégias comunicacionais adotadas por atores sociais relacionados ao feminismo negro, ao feminismo afrolatinoamericano, ao movimento indígena, à coletivos de jornalistas e coletivos de produtoras e produtores de audiovisual e de cinema no sentido de promover a igualdade étnico-racial”.

Os editores esperam trabalhos que discutam os fundamentos teóricos da interseccionalidade, assim como estudos que reflitam sobre o papel da relação “entre Comunicação e interseccionalidade no campo da produção, da representação e da (re)construção de imaginários”.

São aguardados trabalhos que tenham como foco os seguintes temas:

  • Teorias da interseccionalidade, desdobramentos e novas perspectivas;
  • Representações e imaginários afirmativos de gênero, raça e etnia nas mídias;
  • Comunicação e defesa da equidade étnico-racial;
  • Interseccionalidade e Ciberativismo;
  • Comunicação, ativismo e a formação de coletivos;
  • Trabalho e (in)visibilidade de mulheres negras, indígenas e periféricas no campo profissional da Comunicação.

Os trabalhos devem estar formatados de acordo com as diretrizes para autores do periódico, disponível aqui. Os trabalhos devem ser submetidos pelo sistema OJS da revista que pode ser acessado aqui.

“Som e Música no Audiovisual” é tema de dossiê na Revista Brasileira de Música

“Som e Música no Audiovisual” é o tema do dossiê da Revista Brasileira de Música a ser publicado no seu Volume 33, nº 1, editado por Rodolfo Caesar e Luíza Alvim, respectivamente líder e pesquisadora do Grupo de Pesquisa “Ritmo, Corpo e Som” do Programa de Pós-Graduação em Música da UFRJ. A revista está recebendo trabalhos para o dossiê até o dia 31 de março.

De acordo com o chamado para artigos da revista “O tema do som e da música no audiovisual firma-se gradualmente não apenas na grande área da comunicação, onde está colocada a pesquisa acadêmica do cinema no Brasil, mas também no âmbito da pesquisa musical, particularmente na área da sonologia”.

Os editores propõem os seguintes tópicos preferenciais (mas não exclusivos) para o dossiê:

  • Teoria e estética do som e da música no audiovisual
  • Aspectos históricos do som e da música no audiovisual
  • Tecnologia e uso do som e da música no audiovisual
  • Música, som e educação
  • Som e música no cinema de ficção
  • Som e música no documentário
  • Musicais no cinema e no audiovisual
  • Videoclipe
  • Som e música em produtos televisivos, no videogame e na videoarte
  • Som e imagem; arte sonora
  • Direitos autorais para música no campo audiovisual

Os trabalhos em forma de artigos completos podem ser redigidos em português, inglês ou espanhol e devem ser originais e inéditos. As contribuições devem seguir as diretrizes para autores e condições para submissão da Revista Brasileira de Música, disponível aqui.

Já submissão dos trabalhos deve ser feita através da plataforma OJS da revista que pode ser acessada aqui.

https://revistas.ufrj.br/index.php/rbm/about/submissions#onlineSubmissions
https://revistas.ufrj.br/index.php/rbm/about/submissions#authorGuidelines

Revista Brasiliana abre chamada para dossiê “Cultura impressa periódica no Brasil”

O periódico Brasiliana: Journal for Brazilian Studies está recebendo, até 30 de abril, trabalhos para o dossiê “Cultura impressa periódica no Brasil” cuja publicação é prevista para meados de 2020.

Editado por editado por Isabel Lustosa (Fundação Casa de Rui Barbosa) e Felipe Botelho Correa (King’s College London), o dossiê tem como a cultura impressa periódica no Brasil (jornais e revistas).

São esperados artigos feitos a partir de pesquisas recentes sobre estudos de periódicos e da imprensa escrita sob várias perspectivas e metodologias. Também serão aceitos trabalhos que discutam como jornais e revistas contribuíram para o caleidoscópio dos estudos brasileiros desde o início do século XIX até o início do século XXI.

Os editores convidam pesquisadores que conduzam pesquisas em estudos de periódicos (história da arte, história, literatura, jornalismo, mídia e comunicações) a submeter artigos com foco em aspectos transnacionais, analisando conteúdos (textos e imagens), atores (escritores, ilustradores, editores) e periódicos que atravessaram fronteiras locais, regionais e nacionais, contribuindo para os aspectos dinâmicos e circulatórios da cultura impressa periódica no Brasil.

Exemplos de tópicos de interesse:

  • Os padrões de circulação de revistas no Brasil ou em conexão com outros países
  • A disseminação das tecnologias de impressão e distribuição
  • A evolução e difusão de modelos de negócios
  • Periódicos como catalisadores na disseminação cultural, identidades / comunidades alternativas e movimentos sociais
  • Circulações e redes periódicas
  • Textos, tópicos e recursos visuais em periódicos
  • Inter-relações entre publicação periódica e publicação de livros
  • Uma história de estudos de periódicos para além das fronteiras nacionais, disciplinares e institucionais
  • Práticas de leitura e escrita de periódicos
  • Viagem e migração em periódicos
  • Mudanças de suporte e inovação em periódicos

Os textos devem ser enviados por meio da plataforma online da Brasiliana em português, inglês ou espanhol. As normas para envio podem ser encontradas aqui.

Revista recebe trabalhos para dossiê sobre mídia e processos audiovisuais na tecnocultura algorítmica.

A Revista Fronteiras – Estudos Midiáticos, do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Unisinos , está recebendo, até o dia 31 de maio, artigos para o dossiê “Mídias e processos audiovisuais na tecnocultura algorítmica: imagens em dispersão e convergência”. O dossiê é de responsabilidade dos editores convidados Peter Krapp (University of California, Irvine) e Gustavo Fischer (UNISINOS)

Os editores esperam receber trabalhos que tratem das transformações impulsionadas pela convergência de linguagens em um ambiente marcado pela gerência de algoritmos. Os artigos podem tratar “tanto das mudanças ambientais quanto tecnoestéticas que incidem sobre os regimes de audiovisibilidade e que levam ao esquecimento e/ou resgate de meios e máquinas, em audiovisualidades contemporâneas – do cinema, da TV, dos games, das fotografias, das plataformas na internet, das redes sociais, dos vídeos, entre outros”

Desta forma, o dossiê temático se interessa, ainda que não de forma exclusiva, pelos seguintes temas:

  • Imagens e imaginários da tecnocultura algorítmica;
  • Deepfakes audiovisuais;
  • Memória das/nas mídias;
  • Games como produtos audiovisuais;
  • Processos audiovisuais e plataformas de streaming;
  • Telas, superfícies, interfaces;
  • Arqueologias e/ou genealogias de fenômenos tecnoculturais;
  • Vazamentos, circulações e interdições nas/das imagens;
  • Artemídia, mídias imaginárias.

Os textos devem ter entre 30 mil e 50 mil caracteres, incluindo título, resumo e referências bibliográficas. O dossiê será publicado na edição de agosto de 2020. As normas para submissão podem ser acessadas aqui. A chamada em português está disponível aqui. Em caso de dúvidas, enviar mensagem para revistafronteiras@gmail.com

Pesquisadora da Economia Política das Comunicações lança livro sobre Comunicações e Crise

A professora da Universidade Federal do Ceará (UFC), Helena Martins, acaba de lançar a obra Comunicação em Tempos de Crise: Economia e Política pela editora Expressão Popular. A autora analisa a concentração midiática e suas consequências para a formação de visões de mundo e manutenção da hegemonia ideológica burguesa.

Martins usa como marco teórico a Economia Política da Comunicação e os escritos sobre hegemonia de Antônio Gramsci. A obra perpassa diversos temas como os monopólios nos setores das telecomunicações, radiodifusão e sites de redes sociais e as possibilidades de luta contra-hegemônicas A obra integra a coleção Emergências, fruto de parceria entre a editora Expressão Popular e a Fundação Rosa Luxemburgo.

O livro físico está disponível para a venda aqui. Também é possível adquirir o livro eletrônico gratuitamente aqui.

Revista Matrizes abre chamada para Dossiê sobre o pensamento comunicacional de Armand e Michèle Mattelart

Dossiê tem como tema pensamento de Armand e Michelle Mattelart

Revista Matrizes (Qualis A2 em Comunicação e Informação) está recebendo artigos para o dossiê dedicado ao pensamento comunicacional de Armand e Michèle Mattelart. Os interessados devem submeter seus trabalhos até o dia 30 de junho de 2020 aqui.

Editado pelos pesquisadores Efendy Maldonado (Unisinos) e Roseli Figaro (USP), os artigos serão publicados na edição setembro-dezembro de 2020 do periódico. Os textos devem seguir as normas de publicação da revista, disponíveis aqui.

De forma indicativa, mas não restritiva, os editores sugerem a exploração dos seguintes aspectos:

– Contribuições da abordagem teórico-metodológica da vertente de pensamento dos Mattelart.
– O pensamento comunicacional crítico latino-americano e a contribuição da vertente Mattelart.
– A comunicação-mundo como aspecto da epistemologia histórica de ruptura e continuidade da vertente Mattelart.
– A investigação crítica e o pensamento comunicacional estratégico na comunicação, conforme a vertente Mattelart.
– A vertente Mattelart e a análise crítica dos governos de esquerda na América Latina.

–  Os sistemas transacionais de comunicação, poder e democracia na América Latina na perspectiva da vertente Mattelart.
– A investigação crítica da vertente Mattelart na comunicação e os gêneros populares (quadrinhos, telenovela, fotonovela, séries) na América Latina.

Ulepicc-Brasil abrirá chamada de trabalhos para evento nacional

A Ulepicc-Brasil (União Latina da Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura – capítulo Brasil) abre, no próximo dia 15 de dezembro, chamada de trabalhos para o seu VIII Encontro Nacional. Os interessados devem enviar resumos expandidos até 1º de fevereiro de 2020. O evento será realizado entre 13 a 15 de maio na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus-BA.

São aceitas duas modalidades de trabalho: estudantes de graduação enviarão trabalhos para a Jornada de Graduandos enquanto os demais pesquisadorxs devem direcionar seus trabalhos para grupos temáticos.

Os Grupos Temáticos da VIII edição do evento são: Políticas de comunicação; Comunicação popular, alternativa e comunitária; Indústrias midiáticas; Políticas culturais e economia política da cultura; Economia Política do Jornalismo; Teoria e Epistemologia da EPC; Estudos Críticos em Ciência da Informação; e Estudos críticos sobre identidade, gênero e raça.

Os interessados deverão enviar resumo expandido, de 400 a 500 palavras, salvo em PDF e seguindo as normas do Template_ULEPICC-BR, tendo como nome do arquivo o número do GT (“JG” para Jornada de Graduandos) e o sobrenome do autorx ou autorxs (ex. GT1_SANTOS_BASTOS), na plataforma doit do evento, que deve ser disponibilizada até o dia 15 de dezembro de 2019.

O formato do texto a ser submetido para a Jornada dos Graduandos será detalhado em outro momento.

O parecer sobre o aceite ou a recusa do trabalho será enviado para o e-mail do autor/autores até o dia 10 de fevereiro.

Ementa de cada GT e outras informações sobre o evento podem ser conferidas aqui

O pagamento da inscrição deve ser aberto em breve, mas os valores variam de acordo com algumas categorias:

– Sócixs adimplentes da Ulepicc-Brasil:

Profissionais, professores e pesquisadores: R$ 120,00

Estudantes de mestrado e doutorado: R$ 30,00

Estudantes de graduação e especialização: R$ 15,00

– Não sócixs:

Profissionais, professores e pesquisadores: R$ 175,00

Estudantes de mestrado e doutorado não sócios da Ulepicc: R$ 60,00

Estudantes de graduação e especialização: R$ 30,00