Chamada para XI Conferência Brasileira de Mídia Cidadã

midiaecida

Está aberta até o dia 17 de julho a chamada de trabalhos e para a mostra de vídeo e artes da XI Conferência Brasileira de Mídia Cidadã, cujo tema deste ano será “Mídias, cidadania e direitos humanos”. O evento ocorrerá de 17 e 19 de outubro de 2016 no campus de Goiabeiras da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), no âmbito das atividades da Semana Estadual de Ciência e Tecnologia.

A conferência é organizada pela Rede Brasileira de Mídia Cidadã, Cátedra Unesco/Metodista de Comunicação para o Desenvolvimento Regional, Observatório da Mídia: direitos humanos, políticas, sistemas e transparência e Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades (PósCom/Ufes).

O tema escolhido para a Conferência de 2016 foi “Mídias, cidadania e direitos humanos”, partindo do princípio defendido pelo Observatório da Mídia de que o principal ator social do processo comunicacional – o cidadão – sempre esteve alijado do espaço público midiatizado, apesar do potencial emancipador que os meios de comunicação podem oferecer, desde que apropriadamente incorporados, não apenas como utensílios de consumo, mas como meios de/para um efetivo empoderamento social.

A Rede Brasileira de Mídia Cidadã confiou ao Observatório da Mídia o desafio de organizar um evento em reconhecimento às ações que já vem realizando desde 2006, inclusive com a VI edição da Conferência, no Recife, sobretudo na defesa e na promoção dos direitos humanos nos conteúdos midiáticos e nas fundamentações conceituais quanto ao controle social e à democratização da mídia no país.

Os eixos temáticos XI Conferência Brasileira de Mídia Cidadã serão:

  1. a) Mídias e cidadania;
  2. b) Mídias contra e para os direitos humanos;
  3. c) Direito humano à comunicação: conceitos, práticas e regulação; e
  4. d) Redes sociais e mídias alternativas.

Sendo que cada um deles dialoga entre si, dando uma série de possibilidades a pesquisadores, estudantes, militantes de movimentos sociais, profissionais de mídia e agentes públicos de promoverem intercâmbios a partir de suas perspectivas próprias. E a riqueza do diálogo proporcionado pelas conferências de Mídia Cidadã ocorre por sua modalidade de unir apresentações de reflexões acadêmicas com relatos de experiências em grupos de trabalho dinâmicos e propositivos.

Além dos GTs, há ainda a possibilidade de participação com exposições na Feira de Mídia Cidadã e/ou na Mostra de Vídeo Cidadão e de Arte Cidadã, da seguinte forma:

  • Comunicações: Nos Grupos de Trabalho podem ser submetidos Artigos Científicos (trabalho completo) e/ou Relatos de Experiências. Os Artigos deverão conter de 8 a 12 páginas; os Relatos, de 4 a 8 páginas. Ambos serão avaliados pelo Comitê Científico/Político, e devem seguir as seguinte normas:
    • Textos digitados em Times New Roman, corpo 12, espaçamento 1,5.
    • Conter: Título (caixa alta e baixa, negrito, centralizado); Autor(es) (na segunda linha após o título, alinhado a esquerda, sobrenome em caixa alta, acompanhado da instituição e com nota de rodapé contendo breve currículo e e-mail); Resumo (abaixo do nome do(a) autor(a) ou dos(as) coautores(as), contendo entre 300 e 500 palavras, corpo 10, justificado, com espaço entrelinhas simples; Palavras-chave (de três a cinco, separadas por ponto-e-vírgula, abaixo do resumo, corpo 10, alinhado à esquerda); Corpo do texto; Referências Bibliográficas: entrelinhas simples, seguindo as demais normas da ABNT.
  • Mostras e Feira: Para as mostras de Vídeo e de Arte Cidadã e para a Feira, deverão ser enviados materiais a serem avaliados pelo Comitê Científico/Político com os seguintes formatos:
    • Resumo expandido que deve ter entre 300 e 1000 palavras com as informações essenciais acerca do trabalho (objetivos, metodologia, resultados e conclusões), acompanhado de três a cinco palavras-chave.
    • Observação: Os interessados em participar da Mostra de Vídeo Cidadão também devem enviar, por Correios, um DVD contendo cópia do trabalho (em vídeo ou áudio) a ser apresentado. Já os trabalhos submetidos a Feira de Mídia Cidadã (impressos, como jornais, revistas, fotografias e livros; ou digitais, como sites) devem ser acompanhados de uma amostra do que se pretende expor.

Os trabalhos, além de privilegiarem o tema central do evento, podem contemplar, ainda, uma temática mais ampla sobre comunicação cidadã. Assim, serão aceitos trabalhos, de cunho teórico/científico ou prático que:

  1. discorram sobre a construção e/ou efetivação de uma mídia que privilegie os indivíduos;
  2. pretendam analisar a grande mídia, apontando situações em que os cidadão não é respeitado e/ou mostrando ações dessa mesma mídia que esta posta que beneficiem os sujeitos e/ou comunidades;
  3. apresentem propostas e/ou avaliações de experimentações em comunicação cidadã.

Vale ressaltar que a mídia cidadã é aquela voltada para o indivíduo e para as comunidades, que leva em conta suas características ímpares e necessidades específicas. A comunicação cidadã ainda vislumbra uma mídia da qual as pessoas não sejam apenas receptoras, mas participantes da construção do conteúdo informacional. Quando falamos em mídia ou comunicação cidadã  vislumbramos uma série de ideais que são, também, nossas temáticas de discussão: cidadania, democracia, participação, educação, acesso a comunicação e a cultura, inclusão, socialização de conhecimentos e tantas outras.

Mais informações e inscrição:

http://eventos.ufes.br/index.php/midiacidada/