Seminário Mídia e transnacionalismo na era digital

Durante o mês de março, o Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo da ESPM, com o apoio do CNPq, recebe como pesquisadora visitante a Prof. Dra. Jessica Retis, da California State University Northridge. 

A professora ministrará (em espanhol), nos dias 17 e 24 de março (das 14h às 18h), o seminário intensivo “Mídia e transnacionalismo na era digital: indústrias, circuitos e consumos culturais latino-americanos em entornos urbanos nas cidades globais”. Há vagas disponíveis (sem custo) para discentes de outros programas de pós-graduação externos à ESPM.

As inscrições podem ser feitas através do link  http://servicospoa2.espm.br/controle_palestras/confirmacao.aspx?ide=2596 e informações complementares podem ser obtidas pelo e-mail ppgcom@espm.br.

Ementa

Este curso está fundamentado em linhas de pesquisa que venho articulando a partir de trabalhos qualitativos sobre o papel dos meios de comunicação nos processos de estratificação social no contexto migratório de latino-americanos na Europa, América do Norte e Ásia. Para analisar e compreender as práticas comunicativas dos latino-americanos em contextos migrantes transnacionais, é preciso construir aproximações interdisciplinares que permitam constituir uma perspectiva compreensiva e crítica (Retis, 2013a, 2011, 2006). Os processos de globalização econômica demandam a reformulação do modo tradicional de observação das sociedades nacionais ao se converterem em sistema de redes (Castells, 2006) que deram lugar à desterritorialização da vida social, transformando suas dimensiones culturais (Appadurai, 1997) e reconfigurando nós no marco das cidades globais (Sassen, 2001). Neste contexto, os laços estabelecidos entre e através das redes migratórias delineiam novos espaços diaspóricos nos quais se apoiam os circuitos de comunicação e informação. (Retis, 2008).

La conformação dos contextos transnacionais das últimas décadas teve incidência no desenvolvimento de linhas de trabalho e reflexão como as indústrias culturais, o setor educativo e a cooperação para o desenvolvimento. Contudo, ainda existem muitas lacunas no entendimento destes processos em níveis local, nacional e regional. As condições socioeconômicas constituem a tela de fundo destes processos, os quais requerem uma visão mais integral sobre a estratificação social e as desigualdades socioeconômicas que transcendem o prisma das migrações.

O setor privado e comercial vem reconhecendo a conformação e o crescimento das audiências transnacionais latino-americanas em contextos diaspóricos. Este é um cenário no qual os setores públicos, institucionais e acadêmicos ainda têm muito o que avançar. Torna-se indispensável desenvolver linhas de pesquisa em níveis local, regional e transnacional que nos permitam analisar e compreender melhor os processos para identificar as pistas para a geração de políticas públicas.

A crescente necessidade de acesso às novas tecnologias nas formas de comunicação e intercâmbio no viver transnacional, se converte em um dos principais desafios para as políticas públicas e institucionais. A brecha geracional, mas também a brecha socioeconômica, supõem desafios para as administrações. Neste sentido, se vislumbra um terreno fértil para a pesquisa acadêmica.

Palestrante

Jessica Retis é Professora Associada e Pesquisadora do Departamento de Jornalismo na California State University Northridge. É graduada em Comunicação Social pela Universidade de Lima. Mestre em Estudos Latino-americanos na Universidade Autônoma do México e Doutora em América Latina Contemporânea na Universidade de Madrid.