Revista EPTIC publica segunda parte do dossiê sobre cinema

cover_issue_461_pt_BR

Está no ar a segunda edição de 2016 da Revista Eptic, que, dentre outras contribuições, conta com artigos que compõem a segunda parte do dossiê  temático “CINEMA: SUAS POLÍTICAS E ECONOMIA”, cuja coordenação é de Anita Simis, da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP). A chamada para o Dossiê Temático da primeira edição de 2017 – “Intelectuais e esferas públicas: entre o poder e a mídia” – se encontra aberta (até o dia 30/09).

APRESENTAÇÃO

Quando em meados de 2015 lançamos a chamada para o Dossiê temático Cinema: suas políticas e economia não imaginávamos resposta tão positiva. Não somente pelo número de autores que enviaram artigos para nossa avaliação, mas, sobretudo, pela qualidade da pesquisa em curso em nosso país e fora dele sobre as políticas e a economia do audiovisual, em especial da produção cinematográfica. Sob a coordenação da professora Anita Simis, tomamos, então, a decisão de publicarmos duas edições destinadas a esta discussão (a primeira tendo sido publicada no volume 17, número 3, de 2015).

No caso específico do Brasil, ainda que a Superintendência de Análise de Mercado da ANCINE, em seu relatório anual de 2015, indicasse um crescimento de 11,1% no número de espectadores e de 20.1% na renda em bilheteria, a análise mais detida deste setor, realizada por vários dos autores por nós reunidos, nos dá um quadro mais realista de suas conquistas e fragilidades e reiteram a necessidade de políticas cinematográficas mais consistentes.

A presença, nessa edição, de um número maior de artigos que se voltam para os mercados e políticas estrangeiras, assim como a avaliação da chamada “lei da TV paga”, que estabelece cotas de exibição da produção nacional em canais de TV por assinatura, complementam,assim, às análises do referido número e oferecem aos pesquisadores e estudiosos do assunto um farto material de pesquisa e reflexão.

Esse número traz ainda, na seção Artigos e Ensaios, duas contribuições para as estudos das Comunicações e, em especial, da Economia Política da Comunicação. A importante análise do legado de Armand Mattelart para o pensamento comunicacional propiciada pelo lançamento, na França, de uma antologia com seus trabalhos publicados entre 1970 e 1980, realizada por Mariano Zarowky e o diálogo estabelecido em 2002 e até agora inédito entre Cesar Bolaño e o Professor Richard Maxwell, conhecido economista político da Queens Colege de Nova Iorque, em torno do livro de Bolaño, publicado no Brasil em 2000, Indústria Cultural, informação e capitalismo. As edições mais recentes, em espanhol e em inglês deste livro, bem como o escopo das questões ali apresentado reiteram a atualidade e a importância dessa publicação. A Economia Política também está presente no livro Jornalismo em Mutação, aqui resenhado por Patrícia Bandeira de Melo. Fruto de uma pesquisa de mestrado, a autora, Samária Araújo de Andrade, trafega com maestria, pelos percalços dos processos de mercantilização da comunicação e mostra como as novas tecnologias e os processos de reestruturação do capitalismo vem alterando a prática jornalística. A relação entre os processos de inovação e seus agentes, com destaque para a importância do “lugar” – o que remete ao conceito de “polos criativos” –, apontado por Silvio Meira, em resenha de Lucas de Araújo, também é aqui questionada. Por fim, a seção Investigação, traz a contribuição de Federico Gandolfi ao analisar a representação publicitária argentina em torno da figura dos torcedores de futebol apresentados como fãs, mecanismo essencial a sua captura mercadológica.

Confira o sumário abaixo e acesse este número no site da revista: http://www.seer.ufs.br/index.php/eptic/issue/current

Sumário

EXPEDIENTE

Expediente PDF
Ruy Sardinha Lopes – editor da Revista Eptic 1-2

SUMÁRIO

SUMÁRIO PDF
Edição V. 18, n. 2 (2016) -4
APRESENTAÇÃO
APRESENTAÇÃO PDF
César Ricardo Siqueira Bolaño – diretor da Revista Eptic, Ruy Sardinha Lopes – editor da Revista Eptic 5-6
ARTIGOS E ENSAIOS
UN DIÁLOGO ACERCA DE ECONOMÍA POLÍTICA, MARXISMO, ESTUDIOS CULTURALES Y COMUNICACIÓN PDF
César Ricardo Siqueira Bolaño – Universidade Federal de Sergipe – UFS/Brasil, Richard Maxwell – Queens Colege/Estados Unidos 7-18
UN PENSAMIENTO PARA EL SIGLO XXI: ACERCA DE MATTELART, ARMAND. UNE ANTHOLOGIE EN TROIS VOLUMES (1970-1986) PDF
Mariano Zarowsky – Universidade de Buenos Aires/Argentina 19-30
DOSSIÊ TEMÁTICO: CINEMA: SUAS POLÍTICAS E SUA ECONOMIA (2)
APRESENTAÇÃO DO DOSSIÊ PDF
Anita Simis – Universidade Estadual Paulista – Unesp/USP 31-33
ENTREVISTA COM PEDRO LIMA: O CRÍTICO E A INDÚSTRIA CINEMATOGRÁFICA PDF
Anita Simis – Universidade Estadual Paulista – Unesp/USP 34-46
LEI DA TV PAGA: UM NOVO PARADIGMA PARA A POLÍTICA AUDIOVISUAL BRASILEIRA PDF
Ana Paula da Silva e Sousa – Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP/Brasil 47-64
A POLÍTICA DE FOMENTO AO AUDIOVISUAL NO BRASIL E O LUGAR DA TV PDF
Kátia Morais – Universidade Federal da Bahia – UFBA/Brasil 65-85
LEI DA TV PAGA: DESAFIOS MODERNOS E GLOBAIS DO CINEMA BRASILEIRO E, OU, INDEPENDENTE PDF
Pedro Andrade Caribé – Universidade de Brasília – UnB/Brasil 86-105
BRASIL CINEMA PERTO DE VOCÊ: ANÁLISE DE UMA POLÍTICA PÚBLICA DE ACESSO AO CINEMA NACIONAL PDF
Milena Times de Carvalho – Universidade de Brasilia – UnB/Brasil, Elen Cristina Geraldes – Universidade de Brasilia – UnB/Brasil 106-124
O SUCESSO DOS CINEMAS MENORES: BAIXO ORÇAMENTO E ALTERNATIVAS CINEMATOGRÁFICAS NO BRASIL E NA GALÍCIA PDF
Karine Ruy – Pontificia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS/Brasil, Marta Pérez Pereiro – Universidade de Santiago de Compostela – USC/Espanha, Silvia Roca Baamonde Universidade de Santiago de Compostela – USC/Espanha 125-141
PRODUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE FILMES NO MÉXICO: O CASO DE MANTARRAYA PRODUCCIONES PDF
César Bárcenas – Universidade Nacional Autônoma do México – UNAM/México 142-158
MAIS DO QUE CINEMAS: PARCERIAS ENTRE ESFERAS PÚBLICAS, PRIVADAS E SOCIEDADE CIVIL NA REABERTURA DE ANTIGAS SALAS DE EXIBIÇÃO NO BRASIL E NA BÉLGICA PDF
Talitha Gomes Ferraz – Escola Superior de Propaganda e Marketing – ESPM-RJ/Brasil 159-173
ESTRATÉGIAS DO HIGH CONCEPT NO CINEMA BRASILEIRO: OS CASOS DE CIDADE DE DEUS E TROPA DE ELITE 2 PDF
Ana Maria Acker – Universidade Luterana do Brasil – ULBRA/Brasil, Patricia Oliveira Iuva – Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) 174-187
A CRISE DOS ANOS 1980 E A EXIBIÇÃO CINEMATOGRÁFICA PDF
Anita Simis – Universidade Estadual Paulista – Unesp/SP 188-199
INVESTIGAÇÃO
LÓGICAS POPULARES Y MERCANTILES DEL AGUANTE. LA FANIFICACIÓN PUBLICITARIA DE LOS HINCHAS ARGENTINOS EN EL MARCO DE LA COPA MUNDIAL DE LA FIFA BRASIL 2014 PDF
Federico Alvarez Gandolfi – Universidade de Buenos Aires – UBA/Argentina 200-213
RESENHAS
MUTAÇÃO NO JORNALISMO: A MÍDIA SE REAFIRMA COMO NEGÓCIO PDF
Patricia Bandeira de Melo – Fundaçao Joaquim Nabuco – FJN/Brasil 214-218