César Bolaño é eleito para Comitê Internacional da IAMCR

iamcr_home

Por Carlos Figueiredo

O líder do grupo de pesquisa Comunicação, Economia Política e Sociedade (Obscom/Cepos), César Bolaño, foi eleito integrante do Comitê Internacional da International Association for Media and Communication Research (IAMCR). O resultado do pleito foi divulgado no último dia 14 de junho, o anúncio formal do resultado será realizado durante a Assembleia Geral da Entidade na próximo dia 31 de julho, na cidade de Leicester, Reino Unido.

A IAMCR é uma associação internacional de pesquisadores de comunicação que conta a participação de estudiosos de todo mundo. Sua fundação em 1957 contou com a chancela e apoio da Unesco.

A eleição apontou 15 integrantes para o Comitê Internacional da associação, e contou com a participação de 28 acadêmicos de várias localidades do globo. Bolaño obteve a oitava melhor votação com 184 votos. Outra pesquisadora brasileira eleita para o Comitê é Denize Araújo (Universidade Tuiuti do Paraná). O sistema de votação foi online, e envolveu os membros da IAMCR.

O comitê é composto por 30 pesquisadores. Os outros quinze integrantes são os líderes das seções temáticas/ grupos de trabalho da associação, e serão escolhidos durante a Assembleia Geral da IAMCR. Os mandatos vão até o ano de 2016.

A estrutura organizacional da IAMCR conta com a Assembleia Geral, corpo decisório máximo da associação, o Conselho Executivo composto por um Presidente, dois vice-presidentes, um Secretário Geral e um Tesoureiro, e o Comitê Internacional. César Bolaño já ocupou o cargo de tesoureiro da associação entre 2004 e 2008.

César Bolaño

César Bolaño é economista político e jornalista, professor da Universidade Federal de Sergipe, onde lidera o Obscom/Cepos (CNPQ). O pesquisador brasileiro foi presidente da Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación (ALAIC), um dos fundadores e o primeiro presidente da Unión Latina de Economía Política de la Información, la Comunicación y la Cultura (ULEPICC). Suas atuais linhas de trabalho são a Economia Política da Internet, da televisão brasileira, da Comunicação, da Cultura e os estudos sobre o desenvolvimento.