IX ENAPEGS recebe trabalhos sobre políticas culturais

enapegs

Está aberta até o dia 06/12 a submissão de trabalhos para o IX Encontro Nacional de Pesquisadores em Gestão Social, o IX ENAPEGS, que acontecerá em Porto Alegre, entre os dias 26 e 28 de maio de 2016. Dentre os mais de vintes Grupos de Trabalhos, ressaltamos a existência do GT 17, que abarca os trabalhos sobre a gestão social de políticas culturais, coordenado pelas professoras Daniela Matos (UFRB), Mariella Pitombo (UFRB), Renata Rocha (CULT/UFBA) e Verlane Aragão (UFS).

Serão analisadas propostas de trabalho inédito em diversas modalidades – artigo, resumo expandido (para trabalhos de TCC e iniciação científica), relato de experiência e poster – submetidas até o dia 22 de novembro de 2015, por meio do link: http://conferencias.ufca.edu.br/index.…/enapegs/enapegs-2016.

Para que o trabalho conste do programa do evento, pelo menos um dos autores do trabalho deverá estar inscrito e com a taxa de inscrição paga até 08/04/2016.

O IX ENAPEGS é realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pela Rede Nacional de Pesquisadores em Gestão Social. Mais informações: http://encontros.ufca.edu.br/index.php/enapegs/enapegs-2016

Confira a ementa do GT 17:

GESTÃO SOCIAL DE POLÍTICAS CULTURAIS

O GT discutirá políticas culturais e a gestão social de equipamentos, organizaçõese ações culturais. A proposta é criar um espaço de compartilhamento de experiências, análises e reflexões sobre os desafios da institucionalização de políticas culturais no Brasil e na América Latina. A sistematização de metodologias de formação e pesquisa; de instrumentos de planejamento e avaliação de ações públicas; e de iniciativas de mobilização, inovação e comunicação na gestão social de territórios culturais contribuirão aos diálogos propostos neste GT. O planejamento da gestão pública de cultura será abordado a partir de experiências de diagnóstico situacional e institucional da cultura, levando em consideração o fortalecimento da diversidade cultural e da democratização do acesso. Além disso, pensar as relações entre cultura e território como instrumento de transformação social e econômica a partir, por exemplo, dos espaços culturais, patrimônios, centros de memórias e valorização de identidades como aspectos importantes para o conjunto de reflexões do grupo, bem como a construção de novos espaços emodelos de integração entre cultura e educação. Vale também observar como se processam as novas formas de experimentação e apropriação do consumo cultural. Os temas prioritários são: (i) Desafios na construção de planos municipais, estaduais e setoriais de cultura e da implementação do Sistema Nacional de Cultura no Brasil; (ii) Experiências latino-americanas de planejamento em Cultura; (iii) Mobilização social e sistematização de experiências na gestão pública da cultura na América Latina; (iv) Desafios e relatos de experiências na gestão de organizações e equipamentos culturais; (v) Cultura política e educação na práxis da gestão social.