Campanha #IncluiComunicaçãoPública nas faculdades de Comunicação

inclui

No dia 06 de setembro, foi lançada em setembro no Congresso da Intercom, no Rio de Janeiro, a Campanha Nacional #IncluiComunicaçãoPública para a inclusão da disciplina de Comunicação Pública nas faculdades brasileiras.

A grade dos atuais cursos de comunicação social formam o estudante para o mercado, esquecendo-se da complementariedade que se deve ter nos serviços (público e privado). Há apenas uma disciplina de Comunicação Comunitária, mas geralmente não a de Comunicação Pública.

Ressalta-se a importância disto, não apenas levando em conta a questão da quantidade de Canais da Cidadania que surgiram, mas de todo o mudo da Comunicação do Campo Público (radiodifusão e telecomunicações) com as TVEs, TV Brasil, NBR, Canais legislativos, Canais Comunitários, Canais Universitários, rádios Educativas e Comunitárias. Além de todo setor de publicidade e assessoria que relaciona-se com o segmento público na prestação de serviços.

A Campanha foi criada pelo Observatório da Indústria de Conteúdos Digitais – OLAICD e conta com a colaboração e apoio de pesquisadores e profissionais da comunicação. Seguimos com a mobilização com petição pública, fotos e vídeos de apoio, Facebook, etc.

Já estamos avançando em várias esferas e gostaríamos de contar com seu apoio no fortalecimento desta campanha que envolve os profissionais e os meios, mas se liga também a estudantes, familiares e comunidade que passam a se perguntar que diferença existe em o público e o privado. E, neste ponto, precisamos despertar a curiosidade dos indivíduos para o que é “comunicação pública”.

No que cada um pode colaborar com a Campanha?

Assinar a petição na AVAAZ, curtir a página no Facebook, fazer vídeos, mobilizar, enviar mailling, postar fotos, vídeos. Toda e qualquer ação, neste momento é muito importante. Acredita-se que a EBC possa incluir na sua agenda e programas a inclusão do tema.