Formada a Rede Celso Furtado de Pesquisa em Comunicação, Cultura e Desenvolvimento (COMCEDE)

20161004_105110

Com César Bolãno

Foi realizado no dia 04 de outubro o seminário “Comunicação, cultura e desenvolvimento: pensando com Furtado o seminário”, pré-evento do Congresso da ALAIC, na Cidade do México. Além das apresentações sobre a temática do evento, foi criada formalmente a Rede Celso Furtado de Pesquisa em Comunicação, Cultura e Desenvolvimento (COMCEDE).

Na mesa de abertura, falaram Fernando Oliveira Paulino (representando a ALAIC), Rosa Freire d’Aguiar (representando o Centro Celso Furtado), que proferiu a palestra principal, e César Bolaño (coordenador, representando o grupo OBSCOM/CEPOS, da UFS e a Rede EPTIC). Este último apresentou a proposta original da rede e a sua situação atual.

14560224_1183074515099352_920403127740939241_o

Em seguida, os seguintes autores apresentaram seus trabalhos: Erick Torrico (Comunicação participativa e desenvolvimento rural), Arturo Guillen (Considerações sobre estruturalismo latino-
americano e desenvolvimento), Anita Simis (Política Cultural), Calos Figueiredo e Maria Luiza Franco Brusse (Comunicação, política e criatividade).

O debate girou em torno dos temas apresentados e das perspectivas de desenvolvimento da Rede. Dois temas foram definidos como chave para os próximos encontros:

1. A cultura como eixo estruturante das políticas de desenvolvimento e a crítica do desenvolvimento na perspectiva de Furtado, o que inclui a revisão crítica das experiências neo desenvolvimentistas, ou neopopulistas, recentes na América Latina.

2. Comunicação, poder e trabalho jornalístico, com a participação de jornalistas e intelectuais voltados ao debate crítico sobre o campo, considerando as hierarquias que o atravessam, a relação capital-trabalho e suas consequências sobre as práticas jornalísticas e os processos de trabalho no setor, a comunicação popular, sindical, participativa, alternativa, na perspectiva, tanto da economia política da comunicação e da cultura, como das teorias do jornalismo.