Atividades com pesquisadores da EPC no Congresso da IAMCR 2017

Iniciado neste domingo (16), o congresso anual da AIERI/IAMCR (Associação Internacional de Estudos e Investigações sobre a Informação) terá duas atividades com pesquisadores brasileiros da Economia Política da Comunicação. As atividades do evento, que ocorre em Cartagena – Colômbia, serão nos dias 18 e 19 – com sessão temática de 16 a 20.

1) Apresentação do ebook “Nuevos Conceptos y Territorios de América Latina” programada para terça-feira, 18/7, das 10 às 10h30, no “Terrace Cloister of the Animas” do Centro de Convenções de Cartagena. A publicação foi organizada por Adilson Cabral, César Bolaño, Denize Araujo, Fernando Andacht e Fernando Paulino e já está disponível em: http://eptic.com.br/wp-content/uploads/2017/07/New_concepts_and_territories_in_Latin_America.pdf

2) Sessão Especial “Tradições de Pesquisa em Diálogo: Estudos de Comunicação na América Latina e Europa” programada para quarta, 19/7, das 8h30 às 10h, no Auditório Getsemaní do Centro de Convenções.

Mediador: Fernando Oliveira Paulino, Professor na Universidade de Brasília e Diretor de Relações Internacionais da ALAIC.

Panelistas: Gabriel Kaplún, Professor na Universidad de la República, e diretor científico da ALAIC, Uruguay; César Bolaño, Professor na Universidade Federal de Sergipe e presidente da ULEPICC-Brasil, Brasil; Nico Carpentier, Uppsala University/Free University of Brussels, Sweden/ Belgium; Miguel Vicente-Mariño, Universidad de Valladolid, Espanha; e Leonardo Custodio, pesquisador, Finlândia.

Esta sessão debaterá as perspectivas estabelecidas no livro “Tradiciones investigativas en diálogo: estudios de comunicación de América Latina y Europa” (Media XXI), editado por ALAIC e ECREA. Esta publicação agrupa textos e reflexões do coração da investigación em comunicação e mídia destas duas regiões. Organiza o diálogo entre os autores latino-americanos e europeus nos seguintes temas: a) correntes funcionalistas, b) correntes críticas, c) correntes culturalistas, d) correntes alternativas, e) pós-colonialismo e de-colonialismo, f) correntes feministas. Os textos incluem uma perspectiva histórica, análises detalhadas dos debates de cada corrente, e propostas para o futuro. Quando é pertinente, incluem-se propostas teóricas e metodológicas. Os editores do livro convidaram os autores dos diferentes eixos e regiões a ter um diálogo online, que levou a análises posteriores. Este processo inovativo, que também será analisado, na sessão, busca enriquecer um intercâmbio de idéias entre autores, e dar uma dimensão comparativa ao livro. Esta metodologia pode aplicar-se em outros projetos, incluindo as regiões como América do Norte, América, Ásia, África e Oceania.

Além destas atividades, haverá  apresentações na sessão de Economia Política da Comunicação, que vão de segunda (16) a quinta (20), marcada em lilás na programação a seguir: http://cartagena2017.iamcr.org/programme/