Entrevistas para livro “Mídia, Misoginia e Golpe”

lapcom

O Laboratório de Políticas de Comunicação – Lapcom, e o Grupo de Trabalho Políticas e Estratégias de Comunicação da Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, convidam pesquisadores de Gênero, Comunicação e Política, a participarem do livro “Mídia, Misoginia e Golpe”. 

A obra será composta por entrevistas, realizadas por pesquisadores, de personalidades acadêmicas e políticas, nacionais e internacionais, que possuam reflexões importantes sobre o tema proposto. O interessado em participar da obra, na qualidade de entrevistador, tem até o dia 30/09/2016 para enviar a proposta de entrevista contendo: nome/perfil do entrevistado, em até 10 linhas, justificativa da escolha do entrevistado em até 5 linhas, e nome/perfil do entrevistador, em até 5 linhas. A proposta de entrevista deve ser encaminha para o e-mail lapcom.ppgfac@gmail.com

Os aceites serão enviados até o dia 5/10/2016 e o pesquisador tem até o dia 5/11/2016 para entregar a entrevista pronta, o qual deverá contemplar respostas a cinco questões, além das considerações finais: 

  1. Você define o impeachment de Dilma Rousseff como um golpe? Por quê?
  2. Qual a participação da mídia nesse processo? Dê exemplos.
  3. Em algum aspecto você acha que a questão de gênero foi relevante junto à impressa e à opinião pública a influenciar a cobertura do processo de impeachment? Dê exemplos.
  4. Você identificou algum aspecto de misoginia – aqui definido como ódio ou aversão às mulheres – na relação que a mídia, os políticos e o Judiciário estabeleceram com Dilma Rousseff?
  5. Você considera que o impeachment de Dilma Rousseff terá algum impacto na participação feminina na política? Em que sentido?
  6. Considerações finais