Chamada de trabalhos para o Lusocom 2016

lusocom

O XII Congresso da Lusocom está com chamada de trabalho aberta até o dia 15 de maio. O encontro vai realizar-se em Cabo Verde, de 19 a 21 de outubro de 2016. Associando-se ao III Congresso da Mediacom, este encontro visa reunir os investigadores de comunicação do espaço lusófono para debater as oportunidades e os constrangimentos que a cultura mediática contemporânea oferece à expansão da lusofonia.

EMENTA

Falar de identidades lusófonas e redes de comunicação neste espaço é hoje tarefa inviável se arredada de duas circunstâncias particulares: por um lado, as oportunidades que a cibercultura representa para a fixação de relações de cooperação; por outro, os desafios que os novos média constituem para a definição de novos modelos de negócio e
regulação. Por isso, no XII Congresso da Lusocom, que coincide com o III Congresso da Mediacom, estes três eixos temáticos – cibercultura, regulação mediática e cooperação – interrelacionam-se para alargar a esfera do debate ao contexto das tecnologias e da economia dos média.

Com este horizonte, a Lusocom e a Mediacom convidam os investigadores a apresentar propostas de trabalho que possam contribuir para alargar o debate à realidade dos países lusófonos. Serão bem acolhidas propostas de trabalho que, em cada grupo temático, tenham presente estes temas e os discutam na perspetiva da Lusofonia.

GRUPOS DE TRABALHO

Rádio e Televisão
Coordenadores: Ana Isabel Rodríguez (Galiza); Iluska Coutinho (Brasil) e Luís Bonixe (Portugal)

Jornalismo
Coordenadores: Helena Lima (Portugal); Letícia Cantarela Matheus (Brasil) e Miguel Túñez (Galiza)

Publicidade
Coordenadores: Carmen Costa (Galiza); Clotilde Perez Rodrigues Bairon Sá (Brasil) e  Helena Pires (Portugal)

Comunicação Organizacional
Coordenadores: Álvaro Elgueta Ruiz (Cabo Verde); Ivone de Lourdes Oliveira (Brasil) e Teresa Ruão (Portugal);

Sociologia da Comunicação
Coordenadores: Filipa Subtil (Portugal); Márcio Souza Gonçalves (Brasil) e Sílvia Roca (Galiza)

Comunicação Visual
Coordenadores: Jorge Carlos Felz Ferreira (Brasil); Maria da Luz Correia (Portugal) e Salif Silva (Cabo Verde)

Redes Sociais e Cultura
Coordenadores: Carlos Toural (Galiza); Lídia Oliveira (Portugal) e Sandra Portella Montardo (Brasil)

História dos Média
Coordenadores: Antônio Hohlfeldt (Brasil); Jorge Pedro Sousa (Portugal) e Manuel Brito Semedo (Cabo Verde)

Comunicação Política e Cultura
Coordenadores: Daniel Medina (Cabo Verde); Juliano Mendonça Domingues da Silva (Brasil) e Paula Espírito Santo (Portugal)

Comunicação e Educação
Coordenadores: Euclides Furtado (Cabo Verde); Rosa Maria Dalla Costa (Brasil) e Sara Pereira (Portugal);

Epistemologia da Comunicação
Coordenadores:  Giovandro Ferreira (Brasil); Marta Pérez Pereiro (Galiza) e Paulo Serra (Portugal);

Semiótica
Coordenadores: Alexandre Rocha da Silva (Brasil); José Esteves Rei (Cabo Verde) e Catarina Moura (Portugal)

Comunicação, Arte e Design
Coordenadores: Aristides Silva (Cabo Verde); José Gomes Pinto (Portugal) e Maria José Baldessar (Brasil)

Sociedade da Informação e Políticas da Comunicação
Coordenadores: Anita Simis (Brasil); Elsa Costa e Silva (Portugal) e Silvino Évora (Cabo Verde)

Comunicação e Representações Identitárias
Coordenadores: Armando Lopes (Moçambique); Karina Janz Woitowicz (Brasil) e Rosa Cabecinhas (Portugal)

Estudos Culturais
Coordenadores: Josimey Costa da Silva (Brasil); Moisés de Lemos Martins (Portugal) e Tomás Jane (Moçambique)

ENVIO

A submissão de propostas é feita em formulário próprio no site do evento, até ao dia 15 DE MAIO DE 2016, mediante a apresentação de um resumo de um máximo de 500 palavras. 

Não há limite ao número de resumos permitidos por autor. No entanto, cada participante só poderá ser primeiro autor de, no máximo, duas propostas. Se mais do que duas propostas em primeira autoria forem aceites, o participante deverá escolher quais as apresentações que deverão ser mantidas no programa.

Os trabalhos devem ser sempre apresentados  pelo primeiro autor. Nenhum participante poderá, por isso, apresentar mais do que dois trabalhos.