Chamada para a seção de Economia Política da AIERI/IAMCR 2016

iamcr

A AIERI/IAMCR (Associação Internacional de Estudos e Investigações sobre a Informação) estará com chamada de resumos aberta a partir de 01 de dezembro para sua conferência anual, que em 2016 acontecerá em Leicester-Reino Unido, de 27 a 31 de julho.

Diretrizes para resumos

Os resumos devem ser entre 300 e 500 palavras de comprimento. Todas as submissões de resumos devem ser feitas via OCS da IAMCR de 01 de dezembro de 2015 a 15 de fevereiro de 2016.

Espera-se que em sua maior parte, apenas um (1) resumo será apresentado por pessoa para a consideração da Conferência. No entanto, sob nenhuma circunstância deve haver mais de 2 (dois) resumos com o nome do mesmo requerente individualmente ou como parte de qualquer grupo de autores. Por favor, note também que o mesmo resumo ou uma outra versão com pequenas variações de título ou conteúdo não deve ser submetido a outras seções ou grupos de trabalho da Associação para consideração, depois de uma apresentação inicial.

Mediante a apresentação de um resumo, você será solicitado a confirmar que sua submissão é original e que não foi publicado anteriormente na forma apresentada. Você também será dada a oportunidade para declarar se a sua apresentação é atualmente antes de outra conferência, para apreciação.

Ementa IAMCR

A conferência será realizada sob o tema geral “Memória, Comemoração e Comunicação: Olhando para trás, Olhando para a frente”. Este tema antecipa o 60º aniversário da IAMCR em 2017, uma organização que tem desempenhado um papel importante no desenvolvimento de estudos de mídia e comunicação. Embora os estudiosos há muito tempo estejam interessados na memória e cultura, a evolução das tecnologias está fornecendo oportunidades novas e inovadoras para pensar sobre como ele é criado, preservado, passado adiante e arquivado. No meio acadêmico, temos assistido a um crescente interesse em estudos da memória cultural.

As perguntas feitas podem incluir: Qual o papel que as indústrias de mídia desempenham na produção e conservação de registos políticos e econômicos e memórias? Por que e como fazer as pessoas/culturas/organizações/famílias pra acionar ou ocultar memórias? Que estratégias são usadas para compartilhar memórias, coletiva ou individualmente? Qual o papel privilégio/desigualdade na criação, compartilhamento ou a preservação da memória? Como indivíduos, grupos ou culturas apreendem memórias? Como os acontecimentos são lembrados, recontados, conservados ou apagados de forma diferente em distintos locais, períodos históricos, espaços e culturas? Como é contar histórias concebida como forma de memória cultural? Ao olhar para o futuro, qual é a relação entre formas de memória e ideias sobre tecnologias móveis em direção ao pós-humano? Aceitam-se contribuições que vão desde o empírico ao teórico e metodológico.

Seção EP

Além disso, e / ou em articulação com os sub-temas da conferência, a Seção de Economia Política também chama trabalhos sobre:

– A economia política da Internet, mídia social, telecomunicações e comunicações móveis
– Economia política de audiências,
– A economia política do jornalismo,
– A economia política da informação pessoal,
– Economia política e feminismo
– Economia política e vigilância,
– Economia política e mudança climática
– Economias morais, economias de presente e cultura livre / economia livre
– Financeirização da mídia corporativa,
– O interesse do público e dos bens públicos,
– Poder, política e regulação da mídia,
– Mídia, cidadania e democracia,
– Rastreamento e análise de processos de desmercantilização ou de-mercantilização em Comunicação e políticas culturais,
– Indústrias e da diversidade cultural,
– Trabalho cultural e criativo no contexto da digitalização e do capitalismo global,
– Continuando a crise (financeira, moral, outros),
– Experiências de comunicação do Occupy WallStreet, Primavera árabe e Indignados ao redor do mundo (Brasil, Hong Kong, Colômbia, Malásia, Grécia, Tailândia, México, Taiwan, Espanha, Turquia etc.) como contra agentes sociais hegemônicas,
– Capital e cultura global

Para mais informações, acesse o site do evento: http://iamcr.org/leicester2016