Chamada para dossiê “Comunicação, Economia, Ética, Direitos e Política”

revalaic

A Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, da Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicación (ALAIC), está com chamada de trabalhos aberta até o dia 24 de abril para o dossiê “Comunicação, Economia, Ética, Direito e Política”, que será publicado na edição 23 (janeiro-junho).

O dossiê tem como coordenadores: Ruy Sardinha Lopes (USP, Brasil), coordenador do GT Economía Política de las Comunicaciones da ALAIC (ruysard@gmail.com); Matias Ponce (UCU, Uruguai), vice-coordenador do GT Comunicación política y médios da ALAIC (gmponce@ucu.edu.uy); e Fernando Oliveira Paulino (UnB, Brasil), coordenador do GT Ética, Libertad de Expresión y Derecho a la Comunicación da ALAIC (fopaulino@gmail.com) – todos os GTs com chamada aberta para o Congresso da entidade.

Ementa

A acirrada batalha política e ideológica travada hoje na América Latina, fruto de uma nova reconfiguração geopolítica mundial, confere às políticas de comunicação e de informação inaudita centralidade. Em disputa a manutenção e A consolidação das conquistas democráticas duramente conquistadas, em especial às referentes  ao direito à comunicação e à informação e regimes regulatórios mais democratizantes e, por outro lado, a preservação de estruturas de poderosos oligopólios e interesses privatizantes, ainda muito presentes em nosso continente. Some-se a essa disputa, a presença cada vez mais constante de empresas transnacionais que, utilizando-se das novas tecnologias de informação e comunicação, em grande medida, ainda não plenamente reguladas pelos governos nacionais, encontram brechas jurídicas, aliadas à fortes pressões econômicas, para auferirem enormes ganhos em detrimento dos direitos civis e bem estar das populações por elas atingidas. 

Enquanto em alguns países há progresso na regulação dos meios de comunicação, em outros, o Estado avança sobre os direitos fundamentais, como a liberdade de expressão ou o acesso pobre à informação pública igualmente a todos os cidadãos. Esta tensão e dilema na América Latina representam uma região diversificada, que deixa um pulso equilíbrio e freios, incluindo a resistência de alguns poderes para a democratização dos meios de comunicação social e a defesa do direito à comunicação por parte da sociedade civil.

Nesse cenário, onde a sociedade civil tem dado mostras visíveis de descontentamento, qual o papel da academia? Como o pensamento crítico latino-americano pode contribuir para o desvendamento desses mecanismos que depauperam as populações latino-americanas? Que marcos jurídicos podem ser pensados para que o  direito à comunicação e à informação esteja garantido a um conjunto amplo da população? Como as políticas de comunicação e de informação praticadas na América Latina podem contribuir para a democratização dos meios? Essas são algumas das questões que o presente Dossiê gostaria de ver respondidas e, para tanto, convocamos a comunidade de pesquisadores e estudiosos a nos enviarem seus artigos e ensaios.

Revista

A Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación (Qualis B1-CSA1) é uma publicação semestral editada pela ALAIC. Trata-se de um periódico científico de alcance internacional, cujo objetivo principal é promover a difusão, democratização e o fortalecimento da escola do pensamento comunicacional latino-americano.

Dirigido a pesquisadores, docentes, estudantes e profissionais do campo da Comunicação, o periódico acolhe, em fluxo contínuo, trabalhos originais e inéditos, em autoria individual ou coletiva, escritos em português, espanhol ou inglês. A revista apenas publica textos de autoria individual escritos por doutores. No caso de autoria coletiva, ao menos um dos coautores deve ser doutor.

Normas e mais informações no site do periódico: http://www.alaic.org/revistaalaic/index.php/alaic/index